Covid19
   Publicidade   
   Publicidade   
   Publicidade   

A autarquia de Reguengos de Monsaraz divulgou na noite de sexta-feira, 19 de Junho, um comunicado onde dá nota de que 16 funcionários da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva e 40 utentes do lar dessa instituição, testaram positivo à Covid-19.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

O autarca referiu que “num universo de 166 amostras recolhidas” na passada quinta-feira, 18 de Junho, existem “três casos inconclusivos”, referentes a um trabalhador e a dois utentes.

A autarquia de Reguengos de Monsaraz espera que durante o dia de hoje, sábado, ter acesso à totalidade dos resultados relativos aos últimos 47 testes, cujas amostras foram recolhidas esta sexta-feira.

José Calixto esclareceu que “a instituição já efectuou contactos com todos trabalhadores e os mesmos passam agora a ter que cumprir todas as determinações da já referida Autoridade de Saúde Pública. Neste momento, a informação que possuímos sobre o seu estado de saúde, continua a corresponder a uma ausência de sintomas graves, encontrando-se todos a recuperar nas suas habitações“.

No comunicado lê-se ainda que “relativamente aos utentes com testes positivos, foram efectuados contactos com as respectivas famílias encontrando-se dois utentes hospitalizados”. Todos os restantes serão observados durante a manhã de hoje, sábado, pelos médicos do Centro de Saúde de Reguengos de Monsaraz. Ainda segundo José Calixto, esses utentes estão “assintomáticos ou com sintomas ligeiros e isolados dos restantes utentes“.