Academia de Música de Elvas assinala 29º aniversário com concerto no Cine-Teatro

   Pub   
   Pub   

A Academia de Música de Elvas comemorou este sábado, dia 4 de Março o seu 29º aniversário com um espectáculo no Cine-Teatro Municipal, onde alunos e professores puderam mostrar tudo o que aprenderam ao longo dos últimos anos.

O projecto iniciado em 1988, pretende ser um espaço onde a música, como o saber, não ocupa lugar permitindo dar a conhecer o maravilhoso mundo da música a quem o quiser integrar.

Para Luís Zagalo, actual responsável pedagógico da Academia, o balanço “ é muito positivo a partir do momento em que estes 29 anos de actividade permitiram que milhares de crianças, jovens e adultos não apenas de Elvas, mas da nossa região e dos dois lados da fronteira, tivessem contacto próximo com a musica e colhessem todos os benefícios insubstituíveis que a musica propicia na vida do ser humano”.

 Pub 
 Pub 

O responsável mostra-se satisfeito pelo facto de a Academia de música ter sido “uma oportunidade para que várias dezenas de alunos encontrassem na musica uma maneira de abraçarem uma carreira profissional, o que não teria acontecido se a academia de Musica não existisse” e acrescenta “que estes 29 anos permitiram também enriquecer uma agenda cultural do Concelho de Elvas de uma maneira consideravelmente regular”.

Questionado sobre as dificuldades que a academia enfrenta actualmente, Luís Zagalo diz estar “num período de bonança apesar de ter existido uma tempestade que, graças há intervenção insubstituível da Câmara Municipal, se tornou menos nociva do que noutros sítios, onde houve conservatórios que chegaram mesmo a fechar em Portugal, sobretudo devido aos atrasos de transferências de verbas por parte do Ministério de Educação “. No entanto o responsável mostra-se preocupado e considera um desafio a enfrentar o facto de “o edifício que temos já não conseguir abarcar tudo aquilo que será a dimensão e extrutura deste projecto na íntegra” tendo em conta que “ anualmente se esgota o número de vagas dadas pelo Ministério de Educação”. “

Para Luís Zagalo, o maior desafio que a Academia tem entre mãos “ é fazer com que o edifício não condicione negativamente todos os projectos e todas as actividades que vamos procurando oferecer á cidade”.

No futuro, o responsável gostaria de “abrir alguns outros cursos, ao nível de instrumento, nomeadamente trompete, contrabaixo, clarinete e guitarra portuguesa” apesar de reconhecer que essa decisão “não depender da nossa vontade sendo necessária a validação do próprio Ministério da Educação”.

A academia de Musica vai assim “continuar a apostar noutro tipo de iniciativas que possam orgulhar Elvas, honrar a nossa região e dignificar Portugal”.

Vinte e nove anos depois a Academia de Música de Elvas não pode deixar de se orgulhar dos frutos que já deu, por isso vai certamente continuar o sonho de dar à música toda a importância que ela merece.