Águas do Alto Alentejo assume gestão dos sistemas de 10 concelhos de Portalegre

   Pub   
   Pub   

A empresa intermunicipal Águas do Alto Alentejo (AAA) anunciou hoje que vai assumir a gestão dos sistemas públicos de abastecimento de água em baixa e de saneamento em 10 municípios do distrito de Portalegre.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a empresa referiu que o serviço de gestão da exploração da rede em baixa vai ter início na sexta-feira, abrangendo os concelhos de Alter do Chão, Arronches, Castelo de Vide, Crato, Fronteira, Gavião, Marvão, Nisa, Ponte de Sor e Sousel.

A AAA, que iniciou a sua actividade em Agosto de 2020, é constituída por capitais “100% municipais” e tem como accionistas aqueles 10 concelhos do distrito de Portalegre.

 Pub 
 Pub 

O presidente do conselho de administração da AAA, Hugo Hilário, explicou hoje à Lusa que a criação deste tipo de empresas resulta de uma normativa europeia sobre a promoção da eficiência dos sistemas e da sustentabilidade ambiental.

“Tínhamos três soluções”, que eram “concessionar a privados, fazer uma parceria público-privada para esta concessão ou criar uma empresa pública”, tendo os municípios optado por esta última, disse.

Citado no comunicado, Hugo Hilário, que é também presidente da Câmara de Ponte de Sor, indicou que a opção por uma empresa intermunicipal “permite vantagens estratégicas e de gestão” e o acesso a fundos comunitários que, de outra forma, “não estariam ao alcance” dos municípios, se estes actuassem isoladamente.

Desde a sua constituição, a empresa já foi “responsável” pela captação de “cerca de sete milhões de euros”, realçou.

Graças a essas verbas, foram desenvolvidos trabalhos de renovação e reparação de infra-estruturas nos territórios de cada um dos municípios accionistas.

Estas obras visaram reduzir “fortemente” a perda de água e, consequentemente, os custos associados a essas perdas, “contribuindo directamente” para o objectivo assumido de sustentabilidade, disse a AAA.

“Com estas intervenções, temos conseguido, por exemplo, levar bons serviços de saneamento de águas residuais e de abastecimento de água a localidades que até aqui não os tinham”, referiu o presidente do conselho de administração da empresa.