Alentejo meu amor
   Publicidade   
   Publicidade   
“Canto a minha terra, a minha gente ! Este povo que amo , a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho
“Canto a minha terra, a minha gente ! Este povo que amo , a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho

«Alentejo, meu amor….»

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Cantarei à minha gente, à minha amada terra! Este fogo que minha alma sente no Alentejo encantado se encerra!

Cantarei às eiras de sol doiradas , às sombras singelas das azinheiras, às nascentes das fontes sagradas, ao suor em bica das ceifeiras!

Alentejo és meu amor, amor puro, imaculado, em meu peito sedento, fechado…

Oh! Planície loira e infinita, chão do pão abençoado! És para mim, sempre, a mais bonita!

Graça Foles Amiguinho

 

[spacer color=”DE8E8E” icon=”fa-cog” style=”2″]