“Dispositivos Urbanos para a cidade de Évora” é uma exposição temporária de trabalhos de alunos do primeiro ano de Arquitectura da Universidade de Évora. Inaugura dia 28 de Fevereiro, às 18 horas, na Igreja do Salvador (Rua do Salvador, 2), em Évora. Os trabalhos apresentados foram desenvolvidos no âmbito da Unidade Curricular Projecto I.

A exposição tem como subtítulo “parar, sentir, ver a Cidade na Praça das Alterações” numa referência ao objectivo do exercício de reconhecer nesta cidade histórica os seus elementos identitários. Através da apresentação de uma selecção de 24 propostas de dispositivos urbanos, procura demonstrar que é possível criar momentos de pausa nos espaços públicos de uma cidade onde o constante movimento, de quem habita e de quem visita, esquece o usufruto e valorização demorada dos seus valores mais simples.

Abertos à exploração dos espaços que definem, e oferecendo diferentes sensações, orientam a atenção para certos elementos, e permitem a pausa no movimento rápido de quem vive na cidade, mas não vive a cidade.

Consciente da importância das universidades nos processos de candidatura e de implementação de capitais de cultura, esta iniciativa dá continuidade à parceria entre o Departamento de Arquitectura da Escola de Artes da Universidade de Évora e a Direcção Regional de Cultura do Alentejo. O acolhimento desta exposição reflecte mais do que um protocolo. Reflecte a abertura a novas propostas que pensam a cidade no seu património e que o utilizam com criatividade em atitudes contemporâneas de valorização do legado histórico, na promoção de um olhar pausado, atento e curioso. Reflecte ainda a partilha do gosto pelo património, motivando a capacidade de maravilhar-se, no habitar e viver a cidade de Évora.

A exposição poderá ser visitada até 28 de Março, nos seguintes horários: de terça a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 16h00. Aos sábados das 11h00 às 13h00 e das 15h00 às 17h00.