Publicidade   
   Publicidade   

Portugal tornou-se, nas últimas décadas, um país de «velhos»!

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Por razões sócio-económicas os nascimentos baixaram drasticamente… Poucos são os casais que arriscam ter um segundo filho…

A sociedade tornou-se, talvez, mais insensível e, por razões economicistas, mais egoísta.

Na década de 50/60, do século passado, as famílias eram numerosas por desconhecimento do uso de anticoncepcionais… Porém, tendo que dividir por muitos o que poderia ser para poucos, tornou essa geração mais solidária e generosa!

“Canto a minha terra, a minha gente ! Este povo que amo , a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho
“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo, a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho

Seria impensável alguém, na velhice, sair do seu cantinho! Nele, muitas vezes, se nascia, vivia e morria! A mulher era, na maioria dos casos, dona de casa, dedicando toda a sua vida ao serviço da família! Não havia Infantários nem Lares para a Terceira Idade…

Hoje, tudo mudou! Os filhos não podem dar aos seus idosos o tempo necessário! Não podem, até, ter as suas crianças por perto pois é normal e precioso o trabalho feito fora de casa! Faz parte da realização pessoal de cada um, a sua profissão!

Contudo, nada justifica a indiferença, o desamor que reina em certos lares! Uns porque não têm tempo para cuidar quem se encontra em situação mais vulnerável, outros porque perderam a prática do sacrifício e doação…

Como poderá alguém que é penalizado por abandonar os seus progenitores, mudar o seu comportamento?

Não voltará a fazer, mais tarde, o mesmo? Não seria melhor fazer um trabalho de prevenção para que ninguém sofresse?

Quantos não são abandonados, fisicamente, e sofrem muito mais com o abandono espiritual, a indiferença, a marginalização, a crítica, o desamor dos que o rodeiam, sem que ninguém se aperceba do que se passa debaixo de cada telhado?

Há valores morais que deveriam ser enaltecidos e dados a conhecer para sensibilização social! Não serão só os mais pobres a sofrer a tristeza da solidão pois há gente com dinheiro que passa pelos mesmos problemas, vivendo só… entre muita gente!

É preciso mudar alguma coisa na educação… Sim! Porque eu penso que não é só a aquisição de conhecimento que torna bondosos os corações…

É preciso que o Estado Social exerça a sua função e socorra os que necessitam ser ajudados quando a Família não tem recursos económicos para o fazer…

Todos temos o direito de ter uma velhice tranquila  e morrer com dignidade!

Aos que são felizes e aos que não conhecem essa palavra mágica, desejo UM SANTO NATAL !

[spacer color=”E07070″ icon=”fa-cog” style=”2″]