Associação Oncológica do Alentejo assinala Dia Mundial de Luta Contra o Cancro

   Pub   
   Pub   
   Pub   

A Associação Oncológica do Alentejo (AOAL) assinala na próxima quinta-feira, 4 de Fevereiro, o Dia Mundial de Luta Contra o Cancro com a distribuição de folhetos em várias localidades da região para sensibilizar a população para a importância de hábitos saudáveis e para a necessidade da detecção precoce de uma doença que é a segunda causa de morte em Portugal.

A AOAL alerta para a tendência crescente do número de novos casos de cancro, actualmente a segunda causa de morte em Portugal, logo a seguir às doenças do aparelho circulatório.

Maria Horta, presidente da AOAL, recorda que diagnosticado numa fase inicial, o cancro tem maior probabilidade de cura. Numa sociedade moderna cada cidadão pode e deve assumir um papel activo e, no caso do cancro, para um diagnóstico precoce é importante vigiar as alterações do corpo, e realizar os rastreios. Por outro lado, o conhecimento das formas de prevenção desta doença pode ajudar, e muito, a diminuir a taxa de mortalidade relacionada com a mesma.

 Pub 
 Pub 
 Pub 

A prevenção e o diagnóstico precoce podem salvar vidas.

Em 2012 foram detectados mais de 14 milhões de novos casos em todo mundo, e prevê-se que em 2035 este número quase duplique. Em Portugal foram detectados cerca de 49 mil novos casos no mesmo ano, e morreram cerca 24 mil pessoas vítimas de doença oncológica.

A AOAL é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, constituída em 2009 por um grupo de sócios fundadores, todos eles ligados à unidade de oncologia do Hospital do Espírito Santo de Évora. Sendo uma estrutura de apoio que conta com médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, a AOAL pretende ser uma entidade de referência na região Alentejo na promoção e defesa dos direitos da saúde, da educação e do apoio social ao doente oncológico.

Em 2015, a associação abriu uma delegação em Elvas, a funcionar nas instalações cedidas pelo Hospital de Santa Luzia. Este ano, a AOAL pretende abrir mais delegações no Alentejo.