PT-ZNJ - Embraer KC-390 -
   Publicidade   
   Publicidade   

No decorrer da visita que realizou a Beja, por ocasião da despedida aos helicópteros Alouette III (ALIII), o Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, revelou que a Base Aérea Nº 11 (BA11) também vai acolher a Esquadra 501 “Bisontes” aquando da chegada dos cinco KC-390, que Portugal contratou à Embraer, para substituir os C-130H.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

O Ministro salientou que “Beja é uma cidade que vai beneficiar bastante do investimento da Força Aérea” Portuguesa (FAP) durante os próximos anos” Além da instalação em Beja da Esquadra 101 “Roncos”, os Épsilon TB-30 usados na instrução elementar de pilotagem, “também os grandes KC-390” vão ficar estacionados na BA11, em Beja, realçou João Cravinho.

O governante frisou que esta “é uma decisão recente por parte da Força Aérea, de alterar a base pensada inicialmente do Montijo – a Base Aérea Nº6 – para Beja ser sede dos KC-390”.

Com esta reestruturação “mais uma centena de militares com as suas respectivas famílias virão para Beja”, congratulou-se o ministro da Defesa, deixando antever as alterações a efectuar na BA11, para possibilitar a inclusão das novas esquadras. “Teremos qualquer coisa como 200 ou 250 militares com as respectivas famílias a instalarem-se” em Beja, disse o Ministro.

O primeiro KC-390 “chegará em Fevereiro de 2023”, mas muito trabalho vai acontecer antes disso”, ou seja, já vão sentir a presença dos militares ligados a esta aeronave mais cedo, na unidade militar e na cidade”.

Portugal acordou em 2019 a compra de cinco KC-390 Millenium, que irão substituir os Hérculos C-130, por um valor de € 827 milhões.