Caia: GNR detém dois cidadãos de nacionalidade chinesa a quem apreendeu 480 mil euros em notas

A detenção foi efectuada no decorrer da “Operação Fronteira Branca”, a decorrer na fronteira do Caia, entre outras, e está relacionada com a visita do Papa Francisco a Fátima, nos dias 12 e 13 de Maio.

   Publicidade   
   Publicidade   

Dois homens de nacionalidade chinesa foram esta quinta-feira, 11 de Maio, detidos pela Guarda Nacional Republicana (GNR) na fronteira do Caia, em Elvas, por alegado branqueamento de capitais, tendo-lhes sido apreendidos 480 mil euros em numerário, anunciou a GNR em comunicado.

De acordo com o Comando Territorial de Portalegre, da GNR, a detenção dos homens, de 35 e 36 anos, foi efectuada pelo efectivo empenhado no controlo da fronteira do Caia, no âmbito da “Operação Fronteira Branca”.

Os cidadãos chineses, foram detidos “em flagrante delito” pelo alegado crime de branqueamento de capitais, tendo na sua posse “cerca de 480 mil euros, em notas de 50, 100 e 500 euros”, que foram apreendidos, refere a Guarda em comunicado.

 Pub 
 Pub 

“Os dois detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial durante a tarde de hoje”, acrescentou a GNR.

O controlo documental dos cidadãos nas fronteiras aéreas, marítimas e terrestres do país, foi reposto desde as 00h00 de quarta-feira e até às 00h00 do próximo domingo.