©Elvasnews/Arquivo
   Publicidade   
   Publicidade   

7500 Voluntários estão a ultimar a edição 2015 das Festas do Povo, em Campo Maior cuja decoração das ruas arranca ainda durante a tarde de amanhã, 21 de Agosto, e prolonga-se noite dentro naquela que é a noite da “enramação”.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Festas do Povo - Enramação2É nesta altura que vai ser revelado o trabalho desenvolvido, já que a preparação foi feita rua a rua e fica em segredo, mesmo para amigos e familiares dos moradores. Serão decoradas 99 ruas com flores de papel, numa extensão de cerca de 10 quilómetros.

Nas Festas do Povo de 2011 mais de um milhão de pessoas visitaram Campo Maior, vindas de todo o país, da comunidade emigrante, da vizinha Espanha, de outros países europeus e um pouco de todo o mundo. O sucesso da última edição da Festas, após um interregno de sete anos, foi premiado pelo Turismo de Portugal como o evento do ano 2011. Para 2015 a organização tem a expectativa de voltar a receber mais de um milhão de pessoas em Campo Maior.

A realização das Festas do Povo consiste na decoração das ruas de Campo Maior, sobretudo o Centro Histórico, com flores de papel e outros objectos em cartão e papel, feitos pela população. É uma celebração que, por tradição, só acontece quando o povo quer, pois a sua realização depende do voluntariado e da força de vontade dos campomaiorenses.

[blockquote style=”4″]
Dados Históricos das Festas do Povo

Alguns indicadores históricos remetem a génese destas comemorações para a Festa em honra do padroeiro da vila, S. João Baptista, realizada pela primeira vez em 1893 e organizada por uma Comissão Popular. Essa Festa, em honra de S. João Baptista, realizou-se anualmente até 1898. Estima-se que, posto este período, só voltou a acontecer em 1921, por vontade do povo, e que tenha surgido daí o nome de Festas do Povo. A festa realizava-se no início de Setembro e durava quatro dias. O papel apareceu como elemento decorativo e a iluminação eléctrica permitia que a Festa decorresse noite dentro. Tanto em Portugal como em Espanha, os impactos foram sentidos nos concelhos que mais perto estavam da Festa. Até à data realizaram-se 19 vezes, sendo que depois do 25 de Abril de 1974, apenas se realizaram em 1982, 1985, 1989, 1995, 1998, 2000, 2004 e em 2011. A realização das Festas, embora tenha sido progressivamente adaptada à evolução social e histórica, manteve-se, desde o início, fiel ao espírito associativo, altruísta, artístico, e hospitaleiro, que constituem a forma de estar dos campomaiorenses. [/blockquote]

[spacer color=”8BC234″ icon=”fa-th-list” style=”2″]