Luís Arnaut
   Publicidade   
   Publicidade   

Luís Arnaut, professor catedrático do Departamento de Química da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), acaba de ser eleito presidente da International Photodynamic Association (IPA), com sede nos Estados Unidos da América (EUA), sucedendo no cargo a Tayyaba Hasan, professora de Fotomedicina da Harvard Medical School.

   Publicidade   
   Publicidade   

Para o cientista da FCTUC, esta eleição expressa «o reconhecimento do trabalho que tem sido feito em Portugal, e em particular no Departamento de Química da Universidade de Coimbra, na investigação e desenvolvimento de novas soluções para terapia fotodinâmica do cancro, de perturbações cutâneas e de doenças infecciosas».

Como prioridades do seu mandato, que tem a duração de dois anos, Luís Arnaut elege «a formação de investigadores e clínicos em terapia fotodinâmica, a promoção das soluções clínicas já existentes para que possam chegar a mais pacientes, e o apoio científico a ensaios clínicos que resultem na aprovação da terapia fotodinâmica como primeira escolha terapêutica para o tratamento de mais doenças».

Fundada em 1986, a Associação Internacional de Fotodinâmica reúne cientistas de todo o mundo, profissionais de saúde e estudantes que investigam na área da terapia fotodinâmica (PDT, do inglês Photodynamic Therapy) e do fotodiagnóstico. A missão da IPA é promover o estudo, diagnóstico e tratamento usando fotossensibilizadores (fármacos activados por luz), bem como difundir informação para os seus membros, a comunidade científica e para o público em geral.

A terapia fotodinâmica é uma terapia não invasiva que utiliza a luz para detectar e tratar várias doenças, por exemplo, vários tipos de cancro.