25º FIC - Festival Ibérico de Cinema
   Publicidade   
   Publicidade   

Um total de cinco curtas-metragens de directores portugueses foram seleccionadas para participar na Secção Oficial do 25º Festival Ibérico de Cinema (FIC), um certame que mostra o cinema mais representativo que se realiza na Península Ibérica. O FIC acontece de 15 a 20 de Julho de 2019 em Badajoz e nas sedes oficiais de Olivença e San Vicente de Alcántara.

   Pub 
   Pub 

No seu 25 aniversário, o Festival Ibérico de Cinema colocará o foco na curta-metragem como protagonista desta edição.

As cinco curtas portuguesas seleccionadas competem com outros 22 trabalhos de realizadores espanhóis neste Festival, no qual se inscreveram 450 curtas-metragens, das quais 25 provenientes de Portugal.

EQUINÓCIO, de Ivo M. Ferreira; NEVOEIRO, de Daniel Veloso; POR TUA TESTEMUNHA, de João Pupo; RIO ENTRE AS MONTANHAS, de José Magro; e SLEEPWALK, de Filipe Melo, são os filmes portugueses que participam na Secção Oficial do FIC.

A qualidade continua a ser a marca de identidade do FIC, que se tornou numa referência para os realizadores do mundo do cinema. O comité seleccionador destaca de forma particular o elevado nível dos realizadores portugueses.

As 27 curtas que concorrem na Secção Oficial aspiram ao Prémio Onofre à Melhor Curta-metragem, com um valor de 3.000 euros, assim como aos Prémios do Público de Badajoz, Olivença e San Vicente de Alcántara, dotados com 800 euros cada um.

Os Prémios à Melhor Interpretação Masculina e Feminina, patrocinados pela Fundação AISGE (Artistas Intérpretes, Sociedad de Gestión), têm um valor de 500 euros, assim como o do Público Infantil. Completam o palmarés o Prémio Luis Alcoriza do Júri Jovem, o Onofre à melhor Direcção e ao melhor Argumento, o Prémio AEC à melhor Fotografia e o Prémio Reyes Abades à melhor curta-metragem da região da Extremadura espanhola.

O 25º Festival Ibérico de Cinema está patrocinado pelo Governo Regional da Extremadura, Diputación de Badajoz, Consorcio do Teatro López de Ayala, Gabinete de Iniciativas Transfronteiriças, Delta Cafés, Fundação Europeia e Ibero-americana de Yuste, Fundação CB, Câmara Municipal de Badajoz, Fundação AISGE e Filmoteca de Extremadura. Conta ainda com a colaboração da Câmara Municipal de Olivença e a Câmara Municipal de San Vicente de Alcántara.