Medidas-Estado-de-Emergência
   Publicidade   
   Publicidade   
   Publicidade   

O Primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta tarde que é imposto o “isolamento obrigatório” aos doentes portadores do Covid-19 e àqueles que estejam “sob vigilância activa”, sob pena de incorrerem em “crime de desobediência”.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

António Costa salientou também que “as pessoas saudáveis” devem todavia cumprir um “dever geral de recolhimento domiciliário”.

De salientar que estas medidas, de entre várias, agora aprovadas decorrem do Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, depois do Executivo emitir o seu parecer favorável e da autorização do Parlamento.