Covid-19 | Mais 3.641 novos casos e número mais alto de internados desde Março

Covid- Cuidados Intensivos
   Pub   
   Pub   
   Pub   

Portugal regista hoje mais 3.641 novos casos de infecção pelo vírus SARS-CoV-2, cinco mortes atribuídas à covid-19 e um novo aumento de doentes internados com a doença, segundo os dados divulgados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Hoje estão internadas mais 40 pessoas, num total de 774, com mais três pessoas em unidades de cuidados intensivos, onde agora se encontram 174 doentes com covid-19.

É o número mais alto de pessoas internadas desde 19 de Março passado, quando estavam 789 doentes com covid-19 em unidades hospitalares.

 Pub 
 Pub 
 Pub 

A maior parte das novas infecções reparte-se pela zona de Lisboa e Vale do Tejo (41,4 por cento) e Norte (36%).

Desde o início da pandemia, já foram diagnosticadas 920.200 pessoas com o SARS-CoV-2.
As cinco mortes das últimas 24 horas registaram-se nas regiões de Lisboa (quatro), e Algarve (uma).

Segundo os dados da DGS, até agora, morreram em Portugal 17.187 pessoas vítimas de covid-19: 9.025 homens e 8.162 mulheres.

De acordo com a autoridade de saúde, Portugal tem agora 48.476 casos activos (mais 1.368), tendo recuperado da infecção nas últimas 24 horas mais 2.268 pessoas, o que aumenta para 854.537 o número de recuperados desde o início da pandemia.

O número de contactos em vigilância está nos 78.681, mais 999 nas últimas 24 horas.

Com mais 1.509 contágios nas últimas 24 horas, a região de Lisboa e Vale do Tejo contabiliza agora 359.671 casos de infecção, seguida de perto pelo Norte, onde se registaram 1.309 novos casos, num total de 357.491, refere a DGS.

No Centro registaram-se 296 novos casos (125.563 no total), no Alentejo há mais 97 casos (32.077 no total), no Algarve 364 novas infecções (total de 28.569), na Madeira 26 novos casos (10.149) e nos Açores mais 40, para um total de 6.680.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais óbitos (7.325), seguindo-se o Norte (5.377), o Centro (3.034), o Alentejo (976), o Algarve (371), a Madeira (70) e os Açores (34).

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação disponibilizada no boletim da DGS.