Publicidade   
   Publicidade   

No âmbito da resposta à pandemia no Alentejo, e a pedido da respectiva Administração Regional de Saúde, as Forças Armadas vão reforçar o apoio à realização de rastreios epidemiológicos com uma segunda equipa de 26 militares da Marinha Portuguesa.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Este grupo deverá entrar em funções já esta quinta-feira e junta-se a uma outra equipa composta por 26 elementos da Marinha Portuguesa, que se encontra a operar desde 19 de Novembro, tendo já efectuado o acompanhamento de mais de 1.200 casos ao longo de quase dois meses.

Nesta frente de colaboração com as autoridades de saúde pública, estão actualmente em funções, em todo o país, 448 militares da Marinha, Exército e Força Aérea, divididos por 23 equipas.