Obras-no-Concelho-de-Elvas
   Publicidade   
   Publicidade   

Vários milhões de euros de investimento em obras e melhoramentos realizados no concelho de Elvas foram apresentados na tarde desta quinta-feira, dia 19, pela Câmara Municipal de Elvas (CME).

   Pub 
   Pub 
   Pub 

A cerimónia teve início no salão nobre dos Paços do Concelho, com o presidente da Câmara de Elvas, Nuno Mocinha, a destacar algumas das obras mais “avultadas” que se encontram actualmente em curso, sendo exemplo disso a Escola EB 2,3 de Santa Luzia ou o Museu de Arqueologia e Etnográfico – António Tomaz Pires.

Após a visualização de um pequeno vídeo, os presentes realizaram uma visita às novas instalações do Serviço da Alfândega, que se encontram localizadas no Caia e que, em parte, vão ser transferidos para o edifício do antigo Centro da Juventude, na Praça da República.

Um espaço que foi alvo de intervenção para se adaptar a estas novas funções, num investimento de cerca de 81 mil euros, dando melhores condições de trabalho para estes serviços públicos.Obras-no-Concelho-de-Elvas

A visita seguiu para a Parada do Castelo, que também ela foi alvo de requalificação. Neste espaço foram feitas obras para permitir aos visitantes e residentes desfrutar do mesmo, tendo sido eliminados alguns lugares de estacionamento, colocada relva e mobiliário urbano, num investimento de 400 mil euros.

A comitiva terminou a visita na Fábrica Museu da Ameixa de Elvas, pertencente ao empresário José Carlos Fonseca.

Este foi um investimento privado, que a CME deu a conhecer, em especial o espaço museológico que a família Fonseca criou neste local, e “que conta a história deste produto tradicional”.

A fábrica da Ameixa está próxima de completar o centenário na nossa cidade, sendo que para além de preservar a produção tradicional e artesanal da Ameixa Rainha Cláudia, e actualmente, na aposta na vertente turística, através da criação do Museu da Ameixa.