Elvas: Flamenco a fechar Festival Sete Sóis Sete Luas

   Pub   
   Pub   
   Pub   

A dança e os ritmos flamencos encerraram na noite de sábado, 22 de Agosto, a edição 2015 do Festival Sete Sóis Sete Luas, em Elvas, com a presença do bailarino Jesus Helmo Cortés, numa organização da Câmara Municipal de Elvas (CME) e Festival Sete Sóis Sete Luas.

A Praça da República acolheu esta iniciativa, em que para além do bailarino da Andaluzia, estiveram Ana Maria Polanco e Manuel Flamenco na Praça da República 2Heredia “O barbateño”, na voz, acompanhados de Adriano Lozano, na guitarra, sempre com muita animação e com muita presença de público, em especial de apreciadores deste género de sonoridades.

O bailarino, que demonstra uma grande energia do seu baile no sapateado, pela sua mistura flamenca e cigana, e que possui um incrível talento expressivo, entusiasmou o público presente e é considerado uma das principais figuras da dança gitana, com origem na conhecida família de bailarinos flamencos Cortés de Cádis.

 Pub 
 Pub 
 Pub 

O Festival, que se realiza em 30 cidades, de 13 países, nomeadamente Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Israel, Itália, Marrocos, Portugal, Roménia e Tunísia, privilegia relações vivas e directas com os pequenos centros e os artistas e tem como objectivo a difusão das culturas das duas margens do mediterrâneo e do mundo lusófono, através da realização de actividades culturais e artísticas.

Para além disso, é ainda objectivo deste Festival o estímulo ao desenvolvimento do turismo cultural e a promoção no estrangeiro dos produtos artesanais e gastronómicos das Cidades da Rede, onde se integram os produtos que fazem parte da herança gastronómica de Elvas e que circulam agora pela rede de países que integram este evento.

[spacer color=”8BC234″ icon=”fa-moon-o” style=”3″]