Início Opinião Graça Amiguinho O Gigante Egoísta – Parte I

O Gigante Egoísta – Parte I

COMPARTILHE

Havia um lindo jardim

coberto de macia verdura…

Conto de Oscar Wild
Versão pessoal de “O Gigante Egoísta”, uma história actualmente de leitura obrigatória no 4º ano de escolaridade

e árvores com fruta madura…

Tinha flores e cheiro a jasmim

Nas belas tardes de outono,

as crianças lá iam brincar…

As aves despertavam do seu sono

e elas as ouviam cantar!

O jardim era de um Gigante

que saíra a viajar!

Mas certo dia, o Gigante,

decidiu, de vez, voltar!

Ao ver  as crianças lá  brincar,

ficou muito zangado…

Logo tiveram que abalar

e ir brincar para outro lado!

O gigante Egoísta e mau,

tudo queria só para si…

Construiu um alto muro

e escreveu um aviso assim!

«Quem este muro saltar,

por mim será castigado!

Ninguém aqui vem brincar!

Quero viver sossegado!

As crianças choraram de tristeza

por não terem onde brincar…

A estrada tinha só poeira e pedras…

No belo jardim andavam sempre a pensar…

Ao chegar da primavera,

toda a natureza se enfeitou…

Só no jardim do Gigante Egoísta,

o inverno não terminou…

Um dia, uma linda flor,

levantou a cabecinha…

Ao ver o aviso aterrador

soube porque estava tão sozinha…

Voltou a adormecer

e procurou esquecer…

No meio de tal desolação,

só a neve e a geada

se sentiam felizes

com a nova situação…

(continua)