Início Opinião Graça Amiguinho O Gigante Egoísta – Parte I

O Gigante Egoísta – Parte I

COMPARTILHE
   Publicidade   
   Publicidade   

Havia um lindo jardim

coberto de macia verdura…

Conto de Oscar Wild
Versão pessoal de “O Gigante Egoísta”, uma história actualmente de leitura obrigatória no 4º ano de escolaridade

e árvores com fruta madura…

Tinha flores e cheiro a jasmim

Nas belas tardes de outono,

as crianças lá iam brincar…

As aves despertavam do seu sono

e elas as ouviam cantar!

O jardim era de um Gigante

que saíra a viajar!

Mas certo dia, o Gigante,

decidiu, de vez, voltar!

Ao ver  as crianças lá  brincar,

ficou muito zangado…

Logo tiveram que abalar

e ir brincar para outro lado!

O gigante Egoísta e mau,

tudo queria só para si…

Construiu um alto muro

e escreveu um aviso assim!

«Quem este muro saltar,

por mim será castigado!

Ninguém aqui vem brincar!

Quero viver sossegado!

As crianças choraram de tristeza

por não terem onde brincar…

A estrada tinha só poeira e pedras…

No belo jardim andavam sempre a pensar…

Ao chegar da primavera,

toda a natureza se enfeitou…

Só no jardim do Gigante Egoísta,

o inverno não terminou…

Um dia, uma linda flor,

levantou a cabecinha…

Ao ver o aviso aterrador

soube porque estava tão sozinha…

Voltou a adormecer

e procurou esquecer…

No meio de tal desolação,

só a neve e a geada

se sentiam felizes

com a nova situação…

(continua)

   Publicidade