GNR apreende cerca de mil artigos contrafeitos no concelho de Nisa

GNR, Guarda Nacional Republicana
©GNR
   Pub   
   Pub   

A GNR anunciou hoje que apreendeu no concelho de Nisa (Portalegre) cerca de mil artigos contrafeitos e constituiu arguido o alegado proprietário desse material, um homem de 45 anos.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) diz que a apreensão do material contrafeito foi efectuada na quinta-feira no âmbito de uma acção de fiscalização rodoviária por militares do Posto Territorial de Nisa, do Comando Territorial de Portalegre.

“Os militares da Guarda abordaram um veículo, tendo verificado que no seu interior era transportado diverso material contrafeito”, pode ler-se no comunicado.

 Pub 
 Pub 

Os cerca de mil artigos contrafeitos apreendidos são “de diversas marcas”, acrescentou.

O homem de 45 anos, que é suspeito de ser quem “adquiriu o material contrafeito”, foi constituído arguido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Nisa, disse à Lusa fonte policial, acrescentando que foi ainda identificado um outro homem, de 41 anos.

No comunicado, a GNR lembrou que o objectivo principal destas acções de apreensão de artigos contrafeitos “é garantir o cumprimento dos direitos de propriedade industrial”.

O que visa “essencialmente o combate à contrafacção, ao uso ilegal de marca e à venda de artigos contrafeitos”, disse.

A acção contou com o reforço do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Nisa.