Início Opinião Graça Amiguinho Héstia, a deusa grega do fogo

Héstia, a deusa grega do fogo

COMPARTILHE
Representação de Héstia, deusa sagrada do fogo
   Publicidade   
   Publicidade   

Num momento tão dramático vivido pelo povo grego, e que nós sentimos na pele em 2017, ocorreu-me ir procurar informação sobre os deuses da Mitologia Grega e, no caso presente, entendermos melhor as raízes e crenças de um povo que também habitou a Península Ibérica, na antiguidade.

Vou, então, transcrever o que encontrei sobre a pacífica deusa do fogo que em nada se assemelha ao demónio destruidor que invade casas e matas, destrói animais, plantas e seres humanos, sem dó nem piedade, como que tentando vingar-se de alguma coisa que não tem a coragem de dizer para todos ouvirmos.

Lamentamos o que está a acontecer na Grécia e na Suécia e apresentamos as nossas condolências às famílias que perderam os seus familiares em tão triste situação.

“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo , a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho
“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo, a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho

Nunca o fogo deveria ser usado por mãos criminosas para alcançarem os seus mais hediondos objetivos.

Em Portugal, passado quase um ano, após as duas tragédias, nunca se soube quem foram os incendiários. Quiseram culpabilizar tudo e todos, menos os assassinos que provocaram tal catástrofe. Que na Grécia, onde se fala também em fogo posto, tal não aconteça e os verdadeiros culpados sejam julgados e severamente punidos.

É preciso que alguém tenha coragem para investigar quem são os interessados na destruição das Nações, não olhando a meios para o fazerem.

Aqui está um pouco da história mitológica da «deusa do fogo»!

Filha de Cronos e Reia, Héstia era, na mitologia grega, a deusa virgem do lar, da família e da arquitetura. Era uma das 12 divindades gregas que habitava o Monte Olimpo. Era irmã de Zeus, Hades, Hera e Deméter.

De acordo com a mitologia grega, Héstia foi engolida por Cronos, porém resgatada pelo irmão Zeus. Era considerada uma das deusas mais bondosas, modestas e gentis. Prova disso é que não se envolvia em guerras ou qualquer outro tipo de conflito.

O que representava e importância

Héstia representava o fogo que ficava acesso nos lares dos gregos. O símbolo desta deusa grega era o fogo de uma lareira. Este fogo sagrado simbolizava a luz e a paz que deveria reinar nos lares gregos.

O fogo da deusa Héstia deveria ficar sempre acesso nos lares e nos templos.

Ela tinha como uma das principais funções mostrar a importância do lar na vida social, política e religiosa na Grécia Antiga.

Héstia foi pouco representada em pinturas e esculturas. Porém, aparece quase sempre com um longo vestido branco e com um véu no rosto. Uma vestimenta que representava a pureza e o caráter desta deusa. Em algumas esculturas aparece também segurando um cajado.

Curiosidade

Ao fundar uma nova cidade, os gregos costumavam acender uma fogueira no local onde seria o centro político. Isto era feito com o objetivo de obter a proteção da deusa Héstia para a nova cidade.

Na mitologia grega, Héstia é a deusa sagrada do fogo que foi muito respeitada pelos deuses e os mortais.

Ela está entre os 12 deuses do Olimpo, os principais do panteão grego e que residiam ali. Muitas vezes, ela é substituída por Dionísio e na mitologia romana, é chamada de Vesta.

Simbologia

A simbologia do fogo atribuída a sua figura está intimamente relacionada com a chama das lareiras que aquecem os lares e os templos. O fogo de Héstia simboliza também a vida, a cidade, a proteção e o sacrifício.

Foi considerada a deusa mais doce de todas e a ela é atribuída a arte de construir casas e, por isso, é também a deusa da arquitetura.

Com o símbolo de uma chama de lareira, Héstia era adorada pelos gregos uma vez que representava a proteção.

Assim, na história da fundação das cidades gregas, era comum as pessoas acenderam uma grande fogueira em homenagem à deusa. Isso era feito para que ela protegesse a cidade de possíveis infortúnios.

Considerada uma deusa protetora que iluminava e aquecia por meio de seu fogo, Héstia é também apontada como deusa do lar, da família e da cidade.

Lenda

Héstia é um dos seis filhos de Reia e Cronos que fora engolida pelo seu pai ao nascer.

Nunca saiu do Olimpo e prometeu morrer virgem, embora tenha sido pedida em casamento por Poseidon e Apolo.

Em uma ocasião, Priapo tentou seduzi-la, porém, não teve sucesso. Nesse momento, ele se aproximou da deusa enquanto ela dormia, mas Helesponto fez barulho e a alertou.