Hospital de Santa Luzia também mobiliza vereador da oposição junto da Assembleia da República

   Pub   
   Pub   
   Pub   

O vereador da Câmara Municipal de Elvas, Tiago Abreu, eleito no último acto eleitoral pelo Centro Democrático Social – Partido Popular (CDS-PP) esteve na tarde desta terça-feira, 15 de Abril, reunido com a coordenadora do seu partido na Comissão Parlamentar de Saúde, Teresa Caeiro, a quem entregou um texto “Em defesa do Hospital de Santa Luzia de Elvas e do direito dos doentes aos serviços de saúde”, no qual manifesta “diversas preocupações” quanto ao hospital elvense.

Tiago Abreu fez chegar às redacções o comunicado que abaixo transcrevemos, na íntegra.

A reunião iniciou-se com a entrega em mão à Drª Teresa Caeiro de um texto “Em defesa do Hospital de Santa Luzia de Elvas e do direito dos doentes aos serviços de saúde” que manifesta diversas preocupações relativas ao nosso Hospital.

 Pub 
 Pub 
 Pub 

De seguida informou o vereador Tiago Abreu que se congratula com as novas valências existentes no Hospital de Elvas nomeadamente as cirurgias de oftalmologia e otorrino e as consultas de psiquiatria e de cardiologia, salientando que as consultas de oftalmologia e otorrino são feitas em Portalegre o que não parece lógico sobretudo para doentes de Elvas e concelhos limítrofes, seria positivo que estes doentes pudessem ser consultados e operados em Elvas com evidentes benefícios para o erário público. Lembrou ainda Tiago Abreu que a grande perda de Elvas ao nível da saúde se ficou a dever ao governo PS/Sócrates que retirou a Elvas a sua maternidade.

Informou ainda que o Dr. Robalo, presidente da ARS do Alentejo, disse numa entrevista recente que “finalmente” teria chegado a acordo com a ULSNA para que os doentes do distrito de Évora cuja proximidade a Elvas fosse inferior à distância ao Hospital do Espírito Santo pudessem recorrer sem restrições ao Hospital de Elvas, tais afirmações levam a crer que os problemas não têm a ver com a tutela mas com a própria ULSNA que definitivamente não tem por Elvas qualquer respeito ou consideração.

Deu ainda Tiago Abreu conhecimento de reuniões recentes de autarcas dos concelhos envolvidos que resultou num compromisso por parte da ARS de o Hospital de Santa Luzia de Elvas continuar a receber os utentes dos concelhos do distrito de Évora.

Comprometeram-se, nesta reunião no Alentejo, a levar por diante este objetivo as entidades envolvidas neste processo, nomeadamente a Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo e a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA). Estiveram presentes os municípios de Elvas, Campo Maior, Monforte, Borba, Vila Viçosa, Estremoz e Alandroal.

Mais, ficou nesta última reunião a garantia que serão efetuadas alterações à Rede de Referenciação do Hospital de Santa Luzia, para que este, no futuro, integre os doentes dos quatro concelhos do distrito de Évora (Borba, Alandroal, Vila Viçosa e Estremoz) neste momento referenciados no Hospital do Espírito Santo em Évora.

À Drª Teresa Caeiro, Tiago Abreu lembrou que também aqui existem benefícios sociais e económicos evidentes, uma vez que as deslocações se reduzem em muitos dos casos para menos de metade.

Por último, o Vereador da Câmara de Elvas lamentou que ao nível partidário apenas PS e CDS de Elvas se tenham pronunciado sobre este assunto tão importante para Elvas, instando a que os partidos com representação na Assembleia Municipal de Elvas se colocassem publicamente ao lado desta luta, a saber, PSD e CDU.

Ficou o compromisso da Drª Teresa Caeiro de dar conhecimento ao senhor Ministro da Saúde de todos os assuntos abordados na reunião, bem como de informar os deputados com assento na Comissão Parlamentar de Saúde que como se sabe inclui deputados de todos os grupos parlamentares.