Início Sociedade Cultura Kazuo Ishiguro galardoado com o Prémio Nobel de Literatura 2017

Kazuo Ishiguro galardoado com o Prémio Nobel de Literatura 2017

Britânico de origem japonesa escreve em inglês e é autor de 'Os vestígios do dia' e 'Não me abandone jamais', que foram adaptados para o cinema. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, na Suécia.

COMPARTILHE
   Publicidade   
   Publicidade   

O escritor e romancista Kazuo Ishiguro, de 62 anos, ganhou o Prémio Nobel de Literatura 2017. A escolha foi anunciada nesta quinta-feira, 5 de Outubro, em Estocolmo, na Suécia.

Nascido em Nagasaki, no Japão, em 1954, mudou-se para Inglaterra aos cinco anos de idade. O autor, que escreve em inglês, publicou livros como “Os vestígios do dia” (1989), que ganhou o Man Booker Prize, e a ficção científica “Não me abandone jamais” (2005), ambos adaptados ao cinema.

Em Portugal, a maior parte de sua obra é editada pela Gradiva que já lançou também o volume de contos “Noturnos” (2009), “Quando éramos órfãos” e “O gigante enterrado” (2015), romance mais recente de Ishiguro.

Ishiguro é o celebrado autor de Os Despojos do Dia (1989), um romance onde são bem visíveis os seus temas de eleição, “a memória, o tempo e a auto-ilusão”, como escreve a Academia Sueca na pequena biografia do autor disponível no site. Com ele venceu o Booker Prize; o livro viria a ser adaptado ao cinema em 1993 por James Ivory. Ishiguro escreveu também Os Inconsolados (1995, vencedor do Cheltenham Prize), Quando Éramos Órfãos (2000, nomeado para o Booker Prize e para o Whitbread Prize), Nunca me Deixes (2005, nomeado para o Booker Prize; adaptado ao cinema), Nocturnos (2009) e O Gigante Enterrado (2015), publicados em Portugal pela Gradiva. O seu primeiro romance, As Colinas de Nagasaki, foi traduzido em 1989 pela Relógio D’Água.

Natural de Nagasáqui, no Japão, onde nasceu em 1954, Ishiguro mudou-se com a família para o Reino Unido quando tinha cinco anos. Licenciou-se pela Universidade de Kent em 1978 e obteve um mestrado em escrita criativa pela Universidade de East Anglia em 1980.

No seu último romance, O Gigante Enterrado, Ishiguro coloca na estrada um casal idoso, em plena paisagem arcaica inglesa, que viaja à procura de um filho adulto que já não vê há anos.

   Publicidade   
   Publicidade