Publicidade   
   Publicidade   

Segunda-feira, dia 4 de Janeiro, o país veste-se de luto pela morte do fadista. Carlos do Carmo faleceu hoje, aos 81 anos.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

O governo decretou um dia de luto nacional para segunda-feira, pela morte de Carlos do Carmo, e propôs ao Presidente da República a atribuição da Ordem da Liberdade, a título póstumo, “pelo determinante papel que Carlos do Carmo teve na renovação do fado, atribuição que, de resto, já estava prevista”.

Em declarações difundidas pela Antena1, a ministra da Cultura fala ainda da homenagem nacional que será feita ao fadista na próxima terça-feira, no espectáculo de abertura da Presidência Portuguesa da União Europeia.