Município de Montemor-o-Novo
   Publicidade   
   Publicidade   

A Câmara de Montemor-o-Novo prolongou, pelo menos até 14 de Setembro, o Plano Municipal de Emergência e Protecção Civil (PME), deliberado em 17 de Agosto pela Comissão Municipal de Protecção Civil, informou hoje o município.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

O despacho, assinado na segunda-feira pela Presidente da Câmara, Hortênsia Menino, justifica a decisão com “a Situação de Alerta para o distrito de Évora até às 23:59 de 14 de Setembro”, declarada pelo Conselho de Ministros de 28 de Agosto e o impacto do surto de Covid-19 “registado no concelho vizinho de Mora e que, entretanto, se estendeu a Montemor-o-Novo”, além do “número de casos activos, [que eram 36] à data”.

O documento refere, ainda, a preocupação com o impacto da Covid-19 na população em geral “e particularmente nos grupos de risco, nomeadamente os utentes das Estruturas Residenciais Para Idosos” e as “recomendações da Autoridade de Saúde Pública” para o reforço de medidas de protecção da população.

“A activação do PME é uma resposta imediata à necessidade de direcção e coordenação no âmbito da Protecção Civil, em prol do apoio às Autoridades de Saúde Pública e à população, assegurando a articulação da comunidade e das várias entidades envolvidas na prevenção e resposta ao surto, bem como a garantia de mobilização atempada de meios e recursos”, diz o despacho assinado pela autarca.

Entretanto, o surto de Montemor-o-Novo baixou na quinta-feira para 25 casos activos, com 10 novos casos curados em relação ao dia anterior (são já 14 os casos curados no actual surto) e de apenas um novo caso activo no concelho, que já estava “inserido em cadeia de transmissão conhecida e previamente em quarentena”, de acordo com o boletim divulgado pela Câmara Municipal.