Movimento Cuidar de Quem Cuida
   Publicidade   
   Publicidade   

Existem em Portugal milhares de cuidadores informais. Os números reais não são conhecidos, assim como também não se conhecem totalmente as dificuldades que enfrentam. Sabe-se que têm poucos apoios, que são confrontados com desafios a nível económico, social e emocional e sabe-se também que nem o Estatuto do Cuidador Informal, aprovado há pouco mais de um ano, veio dar resposta a estes problemas. É por isso que, no Dia Europeu do Cuidador, que se assinala no próximo dia 6 de Outubro, várias associações de doentes nacionais unem os seus esforços para procurar melhorar a vida destas pessoas. E é assim que acaba de nascer o Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

O primeiro passo já foi dado, com a criação de um website onde se partilham testemunhos, informação relevante para os cuidadores e todos os projectos nascidos no âmbito deste Movimento, que se compromete a implementar acções capazes de ajudar, na prática, aqueles que cuidam, em áreas tão diferentes como a da comunicação e informação, gestão familiar e profissional, exaustão física e mental, gestão emocional, suporte psicológico, entre várias outras. Neste website podem juntar-se todas as Associações em Portugal que queiram trabalhar nesta causa.

Com o apoio da Merck Portugal, a Associação de Apoio aos Doentes com Insuficiência Cardíaca, Associação das doenças da Tiróide, Associação de Investigação de Cuidados de Suporte em Oncologia, Associação de Enfermagem Oncológica Portuguesa, Associação de Esclerose Tuberosa em Portugal, Associação Alzheimer Portugal, Associação dos Amigos dos Doentes com Cancro Oral, Associação Nacional de Esclerose Múltipla, Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos, Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica, Associação Heróis e Espadachins, Cuidadores Portugal, Associação Nacional de Cuidadores Informais, EuropaColon Portugal, EVITA – Associação de Apoio a Portadores de Alterações nos Genes Relacionados com Cancro Hereditário, Liga Portuguesa Contra o Cancro, Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte, Liga Portuguesa Contra a SIDA, Portugal AVC – União de Sobreviventes, Familiares e Amigos, Raríssimas – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras, Plataforma Saúde em Diálogo, Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla e a Associação Todos com a Esclerose Múltipla estão unidas na definição de um caminho que torne mais fácil a vida dos cuidadores.

“A principal missão da Merck Portugal passa por melhorar a vida dos doentes. E isso só é possível ajudando quem deles cuida. Não podíamos ficar indiferentes aos cuidadores informais e às muitas dificuldades que são obrigados a enfrentar, tantas vezes sem qualquer ajuda”, refere Pedro Moura, Director-Geral da Merck Portugal. “Daí o nosso apoio a este Movimento. Queremos passar das palavras à acção. Porque, apesar de muitas as palavras e discussões à volta deste tema, a verdade é que são poucas as acções.”

Sobre o Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais
Reconhecidos recentemente por um Estatuto que, apesar de um importante avanço social, continua incapaz de travar por completo o perpetuar de algumas injustiças, os cuidadores têm estado em destaque nos últimos tempos. E é porque, apesar de insubstituíveis, muitos continuam ainda invisíveis, que a Merck Portugal decidiu, no seguimento de um projecto corporativo global, o ‘Embracing Carers’, lançar no País um Movimento que tem como missão ‘Cuidar dos Cuidadores Informais’. Este movimento conta com dezenas de associações portuguesas que têm como objectivo concretizar projectos capazes de ajudar, na prática, quem cuida, seja do marido, da mulher, de um filho, do pai, da mãe.