Início Opinião Graça Amiguinho Muda a hora, mudam os tempos e mudamos nós

Muda a hora, mudam os tempos e mudamos nós

COMPARTILHE
   Publicidade   
   Publicidade   

Chegou o frio e com ele a necessidade de rebuscarmos no armário as peças mais aconchegantes que nos ajudem a manter a temperatura corporal, indispensável ao nosso bem estar.

Com o frio, chegou o momento de os relógios se atrasarem para nos iludirem com o tamanho dos dias que, a pouco e pouco, têm menos luz e mais escuridão.

Mas noutras paragens do globo as mudanças são mais profundas e radicais e até parecem trazer maus presságios.

Somos países irmãos, sem sombra de dúvida. Falamos a mesma língua, respeitamos as diferenças culturais e temos um passado recheado de história viva com momentos dignificantes, outros, nem tanto, mas os laços que nos unem são mais fortes do que tudo e, por essa razão, nos preocupamos com o que se passa do outro lado do oceano, na grandiosa Nação Brasileira.

“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo , a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho
“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo, a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho

Os povos são soberanos nas suas escolhas, mas temos muitos acontecimentos na História Universal que nos mostram que nem sempre, quem o povo escolhe, é o melhor defensor dos seus direitos e o mais capaz.

O Brasil está numa fase política muito controversa pois, praticamente, está dividido a meio.

Os tempos que se avizinham mostrarão se a escolha feita foi a melhor ou a pior opção.

Há no discurso do novo Presidente sinais muito graves de discriminação, o que agravará a vida de milhões de Brasileiros.

Pelo que me é dado depreender, se mal estavam, pior irão ficar.

O povo ignorante e crente em milagres prometidos, sofrerá na pele a sua escolha feita em liberdade, sujeitando-se a perdê-la num futuro muito próximo.

Portugal tem recebido brasileiros que aqui trabalham e vivem. Sabemos que nem todos gostam do que se está a passar na sua terra.

Que os tempos sejam de paz, união e prosperidade para todos os povos e que os valores da liberdade não sejam espezinhados por gente que deseja dominar o mundo.

   Publicidade