PSP-Operação-Planeta-Azul
   Publicidade   
   Publicidade   
   Publicidade   

No actual contexto de crise no âmbito da saúde pública e no contexto da actual situação de saúde pública, a Polícia de Segurança Pública (PSP) informa:

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
  1. No novo contexto de calamidade pública, os cidadãos em geral deverão utilizar máscaras ou viseira para poderem aceder a serviços públicos, transportes públicos ou espaços comerciais.
  2. Essas máscaras e viseiras, bem como outros equipamentos de protecção, como fatos ou luvas, terão de ser tratados como resíduos perigosos e descartado, recolhido, transportado e tratado apropriadamente (legalmente prevista).
  3. A forma de eliminação dos resíduos perigosos obedece a regras estritas, de forma a diminuir a possibilidade de desencadeamento de situações perigosas, nomeadamente de multiplicação do contágio por COVID-19.
  4. É com base nestes pressupostos que a Polícia de Segurança Pública participa, neste mês de Maio, na operação de protecção e preservação do ambiente, desencadeada pela EUROPOL simultaneamente em toda a União Europeia.
  5. Em termos operacionais, durante esta operação a PSP procederá à fiscalização sucessiva e aconselhamento sobre as normas aplicáveis tanto junto dos cidadãos e espaços produtores de resíduos (comércio, unidades de saúde e outros) como, primordialmente, junto de pontos de recolha, transportadores e operadores/gestores de resíduos perigosos.
  6. Por intermédio das redes sociais, a PSP continuará a difundir conselhos práticos sobre a gestão do equipamento de protecção individual essencial a todos os cidadãos no presente contexto de contenção pandémica.

Para os cidadãos em geral, o principal conselho será a absoluta necessidade de as máscaras, viseiras e luvas já utilizadas serem sempre depositadas no lixo comum (e nunca na reciclagem), em recipientes de tampa fechada.