Escola de Hotelaria de Portalegre
   Publicidade   
   Publicidade   

A Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre obteve o reconhecimento da qualidade da formação que presta pela Organização Mundial de Turismo (OMT). A obtenção da certificação TedQual, atribuída pela OMT para validar a qualidade da formação, pela Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, e restantes unidades da rede de Escolas do Turismo de Portugal, é algo inédito. Nunca antes, escolas com estas características tinham recebido esta certificação.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

A entidade internacional atribuiu a certificação TedQual como reconhecimento da qualidade da formação e como forma de promover a melhoria contínua da formação e da investigação em turismo. A Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, referência na formação para o sector do Turismo na região Alentejo, viu, deste modo, uma importante organização internacional reconhecer o trabalho que tem sido desenvolvido em prol do Turismo desde 2008.

A certificação é válida por dois anos e, durante este período, aumenta o reconhecimento nacional e internacional, dá acesso a um conjunto de estudos e informação especializada, abre portas a uma rede mundial de instituições de ensino e formação em turismo. Além disso, permite a entrada em projectos de formação, de cooperação e de desenvolvimento com grande reconhecimento internacional, seja para alunos, como para docentes e equipas directivas.

“A Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre tem como principal missão desenvolver formação de grande qualidade, diferenciada e capaz de criar os melhores profissionais para um sector que se transformou, está em constante mutação e exige os melhores serviços. Foi assim que se tornou uma referência a nível regional e agora obteve o reconhecimento internacional do trabalho desenvolvido em pouco mais de uma década. Esta certificação é, para nós, um grande estímulo e uma enorme responsabilidade que só nos faz querer
continuar a trabalhar com as mesmas linhas orientadoras, a mesma missão e a mesma determinação”, afirmou a directora da Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, Maria Conceição Grilo.

Este reconhecimento é o culminar de um processo que teve início em Setembro do ano passado.

Concluídos os procedimentos de auto-avaliação, os peritos da OMT auditaram três cursos leccionados, entre os quais estavam Gestão e Produção de Cozinha, Gestão de Restauração e Bebidas. A auditoria realizada concentrou-se em cinco parâmetros com particular ênfase para a coerência do plano de estudos, as condições pedagógicas e a adequabilidade do programa de estudos às necessidades e perspectivas futuras do sector.