O-Elvas-competiu-no-Campeonato-de-Portugal-em-2013-14
"O Elvas" CAD competiu no Campeonato de Portugal em 2013-14
   Publicidade   
   Publicidade   

Indicado pela Associação de Futebol de Portalegre à Federação Portuguesa de Futebol para subir ao Campeonato de Portugal por se tratar do clube com melhor média de pontos por jogo da Liga Francisco Gil (ainda que com menos pontos do que o Eléctrico), “O Elvas” Clube Alentejano de Desportos (CAD) vai voltar a uma competição que já tinha disputado em 2013-14, na edição inaugural.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Na única participação na prova, o emblema alentejano não foi além de um 9º lugar (em dez equipas) na Série G. Em 32 jogos, somou sete vitórias, quatro empates, 21 derrotas e um saldo de 23-71 em golos.

Nessa temporada, o “O Elvas” utilizou 33 jogadores. Vale por isso a pena recordar os dez que disputaram mais jogos.

10. João Carapinha (16 jogos)

João Carapinha "O Elvas" CAD
João Carapinha

Médio defensivo de elevada estatura natural de Vila Boim, no concelho de Elvas, fez grande parte da formação no “O Elvas”, tendo transitado para a equipa principal em 2009-10.
As épocas seguintes ficaram marcadas por um sobe e desce: campeão distrital da AF Portalegre e promovido à III Divisão em 2011, despromovido aos distritais em 2012 e novamente campeão distrital e promovido à edição inaugural do então designado por Campeonato Nacional de Seniores em 2013.
No Campeonato de Portugal disputou 16 jogos (cinco a titular) e marcou um golo ao Casa Pia, mostrando-se impotente para evitar a descida de divisão.
No verão de 2014 transferiu-se para o Terrugem.

9. Rafa Santos (17 jogos)

Rafa Santos "O Elvas"
Rafa Santos

Guarda-redes internacional jovem pelo Brasil e que jogou na formação do Botafogo ao lado de nomes como Dória e Igor Rabello, entrou no futebol português pela porta do Perolivense, dos distritais da AF Évora, no verão de 2013.
No entanto, ainda em Dezembro desse ano transferiu-se para “O Elvas” e rapidamente conquistou a titularidade, tendo actuando em 17 encontros (16 a titular) e sofrido 30 golos no então designado por Campeonato Nacional de Seniores até final da época, não conseguindo impedir a despromoção.
Apesar da descida de divisão, valorizou-se e desde então que tem feito carreira no Campeonato de Portugal, tendo já representado clubes históricos como Juventude Évora, Recreio de Águeda e Oriental.

8. Manolo Mañas (21 jogos)

Manolo Mañas "O Elvas"
Manolo Mañas

Já dizia a canção de Paco Bandeira: “Ó Elvas, ó Elvas… Badajoz à vista.” A proximidade entre as duas cidades raianas propiciou que durante três temporadas O Elvas contasse com este valioso avançado espanhol (ex-Extremadura e Badajoz) nos seus quadros.
Após ter contribuído com 18 golos para a conquista do título distrital da AF Portalegre na época anterior, em 2013-14 participou em 21 partidas (nove a titular) no Campeonato de Portugal, mas não acertou nas redes das balizas contrárias.
Acabou por deixar o emblema elvense antes do final dessa temporada, por motivos profissionais, não tendo voltado a jogar futebol.

7. Aricson (22 jogos)

Aricson "O Elvas"
Aricson

Extremo cabo-verdiano que chegou a jogar ao lado de Ibrahim Afellay nas camadas jovens do PSV Eindhoven, passou por clubes como Olhanense, Desp. Beja, Beira-Mar Monte Gordo, Mineiro Aljustrelense, Castrense e Atlético Reguengos antes de reforçar “O Elvas” em Janeiro de 2013.
Nos primeiros meses no clube contribuiu para a conquista do título distrital da AF Portalegre e para a consequente promoção ao Campeonato de Portugal, patamar em que em 2013-14 disputou 22 jogos (14 a titular) e apontou três golos, diante de 1º Dezembro, Futebol Benfica e Praiense, ainda assim insuficientes para evitar a despromoção.
Depois deixou de jogar futebol.

6. Ricardinho (22 jogos)

Ricardinho "O Elvas"
Ricardinho

Disputou o mesmo número de jogos de Aricson, mas amealhou mais 681 minutos em campo – 1923 contra 1242.Lateral direito natural de Elvas, começou a jogar nas escolinhas do emblema azul e ouro, tendo depois passado pelos juvenis do Elvenses antes de concluir a formação no Campomaiorense.
Como sénior representou o Alandroalense e o clube de Campo Maior antes de ingressar finalmente na equipa principal do “O Elvas” em 2012-13. Nessa temporada conquistou o título distrital da AF Portalegre e a consequente subida ao Campeonato de Portugal, patamar em que na época seguinte foi titular nos 22 jogos que disputou, mostrando-se impotente para evitar a despromoção.
No verão de 2014 mudou-se para o Mosteirense, mas voltou a vestir a camisola da formação elvense em 2017-18.

5. Rui Santos (24 jogos)

Rui Santos "O Elvas" CAD
Rui Santos

Defesa central natural de Elvas, conclui a formação no “O Elvas”, tendo transitado para a equipa principal em 2001.
Dois anos depois aventurou-se no futsal, regressando posteriormente ao futebol de onze para representar Bencatelense e Alandroalense nos distritais da AF Évora antes de voltar a vestir a camisola azul e ouro entre 2006 e 2010, na III Divisão Nacional e nos distritais da AF Portalegre.
Depois de uma passagem de dois anos pelo Campomaiorense, regressou ao Campo Domingos Carrilho Patalino em 2012 para se sagrar campeão distrital e ajudar a formação elvense a assegurar uma vaga na edição inaugural do Campeonato de Portugal, patamar em que disputou 24 jogos (20 a titular) em 2013-14, não conseguindo impedir a despromoção.
Após a descida de divisão mudou-se para o Mosteirense, clube que ainda representa.

4. Canoa (28 jogos)

Canoa "O Elvas"
Canoa

Lateral direito natural de Veiros, no concelho de Estremoz, passou por clubes como o Estrela de Portalegre, Lusitano Évora e Campomaiorense antes de ingressar no “O Elvas” nos derradeiros meses de 2012.
Na primeira época de azul e ouro sagrou-se campeão distrital da AF Portalegre e alcançou a subida ao então designado por Campeonato Nacional de Seniores, patamar em que disputou 28 jogos (20 a titular) em 2013-14, mostrando-se impotente para evitar a despromoção.
Após a descida de divisão transferiu-se para o Juventude Évora na companhia de Luís Carapinha, Luís Marques, André Largueiras e Lourinho.
No entanto, voltou em 2020-21 ao emblema elvense para contribuir para nova promoção ao Campeonato de Portugal.

3. Lourinho (32 jogos)

Lourinho "O Elvas"
Lourinho

Médio ofensivo/extremo de baixa estatura (1,64 m) natural de Vila Viçosa, concluiu a formação no Juventude Évora e iniciou o seu trajecto no futebol sénior ao serviço do O Calipolense antes de ingressar pela primeira vez no O Elvas em 2007-08, quando o clube militava na III Divisão Nacional.
Em 2010-11 sagrou-se campeão distrital da AF Portalegre, feito repetido na época seguinte, mas com a camisola do Campomaiorense.
E como não há duas sem três, em 2012-13 voltou a conquistar o título – tendo inclusivamente apontado o golo no terreno do FC Crato que assegurou o primeiro lugar –, novamente ao serviço do O Elvas, clube pelo qual actuou em 32 encontros (28 a titular) e apontou cinco golos no Campeonato de Portugal durante a temporada que se seguiu. Loures, 1º Dezembro, Praiense (dois) e Sintrense foram as vítimas de Lourinho, ainda assim impotente para evitar a despromoção.
Após a descida de divisão foi um dos jogadores que se mudou para o Juventude Évora.

2. André Largueiras (32 jogos)

André Largueiras "O Elvas"
André Largueiras

Disputou o mesmo número de jogos de Lourinho, mas amealhou mais 321 minutos em campo – 2859 contra 2538.Médio defensivo natural de Elvas e que iniciou a sua formação no “O Elvas”, passou pelas camadas jovens do “Os Elvenses” e do Campomaiorense antes de voltar a vestir de azul e ouro quando subiu a sénior, em 2005.
Seguiram-se quatro temporadas a militar na III Divisão, não conseguindo evitar a despromoção aos distritais da AF Portalegre em 2009.
Após a descida de divisão passou três épocas no Campomaiorense, regressando ao O Elvas em 2012-13 para conquistar o título distrital da AF Portalegre e alcançar a consequente promoção ao Campeonato de Portugal, patamar em que na temporada seguinte disputou 32 jogos (todos a titular), não conseguindo evitar a descida de divisão.
Após a despromoção foi um dos jogadores que se transferiu para o Juventude Évora.
Entretanto passou por clubes como FC Crato, Mosteirense, Borbense e Atlético Reguengos, tendo voltado ao “O Elvas” em 2020-21 para alcançar nova subida ao Campeonato de Portugal.

1. Luís Carapinha (32 jogos)

Luís Carapinha "O Elvas"
Luís Carapinha

Disputou o mesmo número de jogos de Lourinho e André Largueiras, mas amealhou mais minutos em campo: 2877. Médio de características ofensivas natural de Borba, concluiu a formação e iniciou o trajecto no futebol sénior com a camisola do Campomaiorense, tendo no verão de 2007 rumado ao “O Elvas” CAD. Na segunda época de azul e ouro desceu aos distritais da AF Portalegre e na temporada que se seguiu sagrou-se campeão distrital.
Entre 2010 e 2012 voltou a representar o emblema de Campo Maior, mas depois regressou ao Campo Domingos Carrilho Patalino para conquistar o título distrital e a consequente promoção ao Campeonato de Portugal, patamar em que em 2013-14 disputou 32 encontros (todos a titular) e apontou cinco golos, diante de Futebol Benfica (três), Sp. Ideal e Casa Pia, ainda assim insuficientes para evitar a despromoção.
Após a descida de divisão transferiu-se para o Juventude Évora, clube que ainda representa.