Portalegrense Edmundo Martinho é o novo Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

©Alto Alentejo
   Publicidade   
   Publicidade   

O portalegrense Edmundo Martinho tomou posse, na quarta-feira, 6 de Dezembro, como provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa para um mandato de três anos.

A cerimónia realizou-se na Sala de Extracções da Santa Casa da Misericórdia e foi presidida pelo ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, a quem coube empossar Edmundo Martinho como provedor e João Pedro Correia como vice-provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A Mesa da Santa Casa é constituída, ainda, por Maria Helena Lopes da Costa, Sérgio Cintra, Ricardo Alves Gomes e Filipa Klut (vogais).

 Pub 
 Pub 

Edmundo Martinho é licenciado em Serviço Social pelo Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa e mestre em Gestão de Projectos.

Entre 1979 e 1996 desempenhou funções de Gestor em empresa multinacional do sector farmacêutico. Em 1996 foi Coordenador do Gabinete Técnico de Apoio à Comissão Nacional do Rendimento Mínimo e depois Presidente da Comissão Nacional do Rendimento Mínimo, cargo que ocupou até Dezembro de 2002 e, para o qual foi novamente nomeado em 2006.

Foi Presidente do Instituto para o Desenvolvimento Social e Presidente da Comissão Nacional de Proteção de Crianças e Jovens em Risco, Presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social e ainda Presidente do Conselho Nacional da Segurança Social.

Em Março de 2016 foi apresentado por Pedro Santana Lopes como vice-provedor da SCML. À data, Santana destacou a vasta “experiência nesta área”, fazendo referência à sua presidência no Instituto da Segurança Social.

Além de número dois de Santana Lopes, Edmundo Martinho assumiu, em Junho de 2016, a presidência do Conselho de Administração da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva (FRESS), na sequência de um acordo estabelecido com a SCML para assegurar a estabilidade financeira da fundação depois do fim do seu maior mecenas, o Banco Espírito Santo.

A entrada de Edmundo Martinho para Provedor acontece depois da renúncia ao cargo anunciada por Pedro Santana Lopes que agora será candidato à presidência do PSD, uma corrida que fará contra Rui Rio.