Portugal vai adquirir cinco aeronaves KC-390
   Publicidade   
   Publicidade   

Portugal vai investir aproximadamente 827 milhões de euros, na aquisição de cinco aeronaves Embraer KC-390, segundo informou o Ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, esta quinta-feira 11 de Julho.

   Pub 
   Pub 

A decisão foi tomada no decorrer do Conselho de Ministros, desta quinta-feira, de acordo com o já previsto na Lei de Programação Militar (LPM) aprovada há poucas semanas.

De acordo com o ministro João Gomes Cravinho, o contrato incluirá um simulador de voo e a manutenção das aeronaves pelos próximos 12 anos.

Componentes dos KC-390 são fabricados nas instalações da construtora aeronáutica brasileira em Portugal (Alverca e Évora).

A primeira aeronave de transporte KC-390 deve ser entregue a Portugal em Fevereiro de 2023, e os quatro restantes devem ser entregues até Fevereiro de 2027, sendo entregue uma aeronave por ano.

Comunicado do Conselho de Ministros de 11 de Julho de 2019:

“O Conselho de Ministros aprovou hoje a aquisição de cinco aeronaves KC-390, assim como a contratação dos serviços de sustentação logística das aeronaves e do simulador de voo e a aquisição dos equipamentos de guerra electrónica.

A aquisição das aeronaves KC-390 e de um simulador de voo, e respectiva sustentação logística, com as configurações e especificações técnicas, operacionais e logísticas definidas pela Força Aérea, permitirá reforçar as actuais capacidades de transporte aéreo, de busca e salvamento, evacuações sanitárias e apoio a cidadãos nacionais, nomeadamente entre o Continente e os Arquipélagos, incluindo-se, também, as capacidades adicionais de reabastecimento em voo e de combate a incêndios florestais, o que possibilita que Portugal disponha de aeronaves com funções de duplo uso (civil e militar), que respondem a necessidades permanentes do país.

As características únicas da aeronave KC-390 estabelecem um novo padrão para o transporte militar estratégico, até aqui apenas possível de assegurar com aeronaves quadrimotores, de superiores dimensões e capacidades, constituindo-se assim, nesta classe, como a solução que satisfaz integralmente os requisitos definidos pelo Estado Português, bem como os exigidos para participação nas operações militares que poderão decorrer das alianças de que Portugal faz parte”.

Os KC-390 substituirão os C-130H Hercules actualmente ao serviço da Força Aérea Portuguesa na Esquadra 501 – Bisontes. A Força Aérea, juntamente com o Ministério da Defesa e o Ministério da Administração Interna, estudam contudo ainda a possibilidade de manter a frota de C-130 operacional para o combate a incêndios, mesmo após a entrada em serviço do KC-390.