Início Actual Português vivia há 15 anos com identidade falsa, em Badajoz, para fugir...

Português vivia há 15 anos com identidade falsa, em Badajoz, para fugir a prisão por crime de abuso sexual

COMPARTILHE

A Guardia Civil deteve um cidadão Português, com 79 anos de idade, a residir em Badajoz há 15 anos, suspeito do crime de falsificação de documentação para obtenção de carta de condução e bilhete de identidade.

O agora detido está fugido de Portugal desde 2002, para evitar uma sentença de prisão de três anos e oito meses por abuso sexual de menor, motivo pelo qual as autoridades portuguesas emitiram um Mandado de Detenção Europeu.

A operação da Guardia Civil teve início em Janeiro passado, quando o Grupo de Pesquisa e Análise de Tráfego do Sector de Trânsito da Guarda Civil da Extremadura (GIAT), através da Sede Provincial de Trânsito de Badajoz, obteve informações sobre a alegada acção fraudulenta na troca de carta de condução de um cidadão de nacionalidade portuguesa, residente em Badajoz, que pretendia obter a carta de condução espanhola através do sistema de intercâmbio estabelecido com o país vizinho, de acordo com o contrato assinado com a mesma.

O detido foi presente ao Juzgado Central de Instrucción nº 5 de la Audiencia Nacional” e posteriormente terá ainda que responder nos Juzgados de Instrucción nº 4 de Badajoz, por delitos de
falsificação de documentos.