Professores
   Publicidade   
   Publicidade   

Opinião de Graça AmiguinhoFalar de Professores é sempre um assunto que me toca profundamente, porque desde criança sonhei ser professora.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

O gosto de comunicar, de transmitir aos outros o que aprendi, ajudá-los a adquirir novos conhecimentos, estimular a descoberta e desenvolvimento das suas capacidades naturais, foi sempre, para mim, um grande desafio, no qual coloquei alegria, amor e respeito pelas diferenças.

Tive a sorte de encontrar no meu caminho, grandes Mestres que, pelo seu saber, personalidade e qualidades morais, moldaram, sem se aperceberem, o meu carácter e fizeram de mim, o que ainda hoje sou.

Eu procurei, sempre, seguir os seus exemplos e com eles contribuir para a formação de uma geração de gente mais feliz e realizada profissionalmente.

Os tempos mudam certos conceitos e comportamentos, e quantas vezes, nos dias que correm, nos deparamos com tristes notícias sobre professores que ficam muito distantes do que seria desejável e aceitável, que nos envergonham e mancham o bom nome da sua classe profissional.

Dos bons Professores pouco se fala.

“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo , a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho
“Canto a minha terra, a minha gente! Este povo que amo, a terra arada, o sol ardente!”, Graça Foles Amiguinho

Os Professores que escolheram a profissão de ensinar, não por mera necessidade de terem um trabalho, mas por uma verdadeira vocação, não são notícia nos telejornais.

Os Professores que tentam ultrapassar a barreira da transmissão de conhecimentos, do cumprimento dos programas e que procuram ter uma relação amigável com os seus alunos, ensinando-lhes verdadeiros valores para toda a vida, ajudando-os a superar carências afetivas, minimizando as suas dificuldades económicas e cognitivas, promovendo a sua integração na sociedade, esses são os que eu intitulo de “Professores Preciosos”.

Em Portugal, tenho a certeza que esta classe profissional, à qual nunca foi dado o devido valor, está cheia de bons exemplos, gente de grande dedicação e que em sacrifício da sua vida familiar, quantas vezes, se entrega de alma e coração ao trabalho que desempenha.

Hoje enfrentam uma situação totalmente nova e, apesar das limitações das condições em que têm que trabalhar, permanecem no seu lugar, protegendo, educando, ajudando a mudar hábitos, aconselhando os pais no cumprimento da sua missão como família, não virando as costas às dificuldades que vivemos com esta pandemia que veio para ficar e que, só com uma consciencialização alargada para além dos portais da escola, poderá ser minimizada e controlada.

Mais uma grande responsabilidade que os Professores abraçam com generosidade e espírito de solidariedade.

Seria aconselhável que a DGS se lembrasse do grande poder que a Escola e os seus Professores têm nas mãos, para poderem colaborar na educação da sociedade, com o objetivo de a ensinarem a conviver e a controlar um vírus, tremendamente contagiante.

A todos os Professores do meu país desejo coragem, saúde e esperança em dias melhores.