Início Sociedade Política PS/Elvas analisa OM para 2019, primeiro ano de mandato e elenca obras...

PS/Elvas analisa OM para 2019, primeiro ano de mandato e elenca obras futuras

A Concelhia de Elvas do Partido Socialista (PS) fez esta segunda-feira, 19 de Novembro, uma análise política face à aprovação do Orçamento Municipal (OM) para o ano de 2019, ao primeiro ano do actual mandato e elencou as obras a realizar pelo Município já em 2019

COMPARTILHE

A Concelhia de Elvas do Partido Socialista (PS) fez esta segunda-feira, 19 de Novembro, uma análise política face à aprovação do Orçamento Municipal (OM) para o ano de 2019, ao primeiro ano do actual mandato e elencou as obras a realizar pelo Município já em 2019.

O Orçamento é um documento que corresponde às reais necessidades do concelho.

Em conferência de imprensa, a Concelhia do PS refere que a aprovação das Grandes Opções do Plano, Orçamento e Mapa de Pessoal para o próximo ano “representam o reconhecimento da forma como a equipa de Nuno Mocinha, os autarcas do Partido Socialista, prepararam a actividade autárquica para 2019”.

O primeiro ano de mandato mereceu igualmente referência ao serem lembradas obras em curso, não esquecendo “os grandes projectos de investimento em diferentes áreas” bem como a captação de investimentos e a criação de emprego que a Concelhia elvense diz ser “outra grande bandeira do Partido Socialista de Elvas”, como salientou Rui Jesuíno, um dos membros presentes.

Por fim Vera Guelha aludiu às “obras importantes planeadas para os anos mais próximos” elencando cada um deles.

Leia aqui o comunicado, na íntegra:

Guilherme Cortes, Vera Guelha, Rui Jesuíno

Aprovação do Orçamento

As Grandes Opções do Plano, Orçamento e Mapa de Pessoal para 2019 foram aprovados, recentemente, pela Câmara Municipal de Elvas e pela Assembleia Municipal de Elvas.

A reunião da Câmara Municipal de Elvas onde estes documentos foram aprovados teve lugar a 24 de outubro, sem nenhum voto contra entre os sete autarcas do executivo municipal.

A sessão da Assembleia Municipal decorreu na passada sexta-feira-feira dia 16, aprovou estes documentos, apenas com quatro votos contra, entre os 26 elementos deste órgão autárquico.

A aprovação das Grandes Opções do Plano, Orçamento e Mapa de Pessoal para.o próximo ano representam o reconhecimento da forma como a equipa de Nuno Mocinha, os autarcas do Partido Socialista, prepararam a atividade autárquica para 2019

O Orçamento é um documento que corresponde às reais necessidades do concelho.

O Orçamento para 2019 cerca de 20 milhões de euros, realça a responsabilidade e o compromisso da Câmara Municipal de Elvas na conservação, manutenção e valorização do património histórico e cultural do Concelho.

Realçamos ainda a dinamização e aproveitamento desse património, sem descuidar o apoio a todos os graus de ensino e atividades educativas, mostrando preocupações na área social e, ao mesmo tempo, assegurar a qualidade de vida da população.

Os documentos elaborados e apresentados pela Câmara Municipal de Elvas têm em vista a sustentabilidade financeira do município, no tempo presente e no futuro.

A continuidade do trabalho realizado, quer neste ano de 2018 quer nos anos do mandato anterior, está assegurada com a aprovação das Grandes Opções do Plano, Orçamento e Mapa do Pessoal, onde estão incluídas as principais prioridades das autarquias do nosso concelho.

Balanço do primeiro ano de mandato

Nuno Mocinha e os eleitos do Partido Socialista estão a cumprir um mandato autárquico iniciado em outubro do ano passado, portanto com pouco mais de um ano de trabalho.

Ainda estão pela frente três anos para completar este mandato.

No decurso do primeiro ano de mandato, foi preciso iniciar ou concretizar obras importantes, das quais salientamos:

– Começar as obras de reabilitação e adaptação da antiga Manutenção Militar a Museus de Arqueologia e Etnografia;

– Começar a reabilitar a Parada do Castelo e reabilitar o Baluarte do Trem e Meio Baluarte do Príncipe;

– Conservar e restaurar do Baluarte de São Vicente;

– Restaurar a Muralha na Avenida de São Domingos;

– Conservar e manter o “Forte da Graça” e as casernas do Forte de Santa Luzia;

– Recuperar a Casa da História Judaica;

– e reabilitar habitações para arrendamento às famílias, a preços controlados.

Não esquecer os grandes projetos de investimento em diferentes áreas, como por exemplo na área da educação, + Sucesso Escolar; na inovação e tecnologia, com CoLab; na Saúde, mais um passo decisivo na concretização da Clínica de Alta Resolução do Hospital de Santa Luzia, bem como na assinatura do memorando entre a Junta da Extremadura e a ULSNA; e, nas relações transfronteiriças, temos uma Eurocidade com provas dadas nos três territórios.

Outra grande bandeira do Partido Socialista de Elvas é a captação de investimentos e a criação de emprego de forma sustentada; ora vejamos;

– Temos Elvenses a trabalhar na construção da linha ferroviária;

– Temos Elvenses a trabalhar no Contact Centre da Randstadt;

– Temos Elvenses a trabalhar na construção do Vila Galé;

– Temos Elvenses a trabalhar no Futuro Museu de Arqueologia e Etnografia;

– Temos Elvenses a trabalhar nas diferentes superfícies comerciais do concelho;

– Temos Elvenses a trabalhar nas inúmeras novas empresas de comércios e serviços;

– Temos Elvenses a trabalhar nas muitas obras a decorrer no concelho;

– Os números falam por si, até julho deste ano, Elvas teve mais 464 empregos.

O trabalho de Nuno Mocinha e da equipa de autarcas do Partido Socialista está à vista dos Elvenses.

O PS trabalha a favor da cidade e do concelho, procurando resolver as principais necessidades de quem vive em Elvas.

Obras para 2019

Para lá do trabalho já realizado, no decurso do primeiro de quatro anos do atual mandato, a equipa de Nuno Mocinha, os autarcas do PS, já têm obras importantes planeadas para os anos mais próximos.

É o caso da recuperação da sede da Banda 14 de Janeiro;

Da duplicação das boxes de cavalos e reabilitação da envolvente do picadeiro, nas instalações do Museu Militar, para dar resposta às necessidades da Escola Superior Agrária;

Da construção de uma nova residência de estudantes do ensino superior, no antigo Lagar dos Lopes;

Da reabilitação do Cineteatro Municipal;

Do novo Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia, nas instalações da antiga Estação de Melhoramento de Plantas;

Da instalação dos serviços da Alfândega na Praça da República, adaptando instalações municipais aí existentes;

Do alargamento do parque empresarial de Elvas;

Do restauro da muralha na zona das Portas de São Vicente;

e da futura Escola Básica 2,3 de Elvas, para que um estabelecimento escolar novo acabe com as instalações do atual Ciclo de Santa Luzia.

É este o propósito dos autarcas do Partido Socialista, da equipa de Nuno Mocinha, para o próximo ano e para os três anos que ainda fazem parte do atual mandato autárquico. O caminho faz-se caminhando!