Operação “PYRO FANS”
   Publicidade   
   Publicidade   

No âmbito das suas competências em matéria de investigação criminal, a PSP realizou na passada terça-feira, 18 de Junho, uma operação que visava a recolha da prova material para o desenvolvimento de uma investigação criminal, sedeada no DIAP de Lisboa, relacionada com o tráfico e mediação de produtos explosivos.

   Publicidade   
   Publicidade   

A investigação foi desenvolvida pelo Departamento de Armas e Explosivos|Divisão de Investigação e Fiscalização, da Direcção Nacional da PSP

Após dois anos de investigação, a mesma culminou com a execução de quatro mandados de busca, dois domiciliários e dois não domiciliários, no distrito de Setúbal, sendo possível apreender:

  • 833 artigos de pirotecnia, de diversas categorias;
  • 6 (seis) munições de arma de fogo, calibre 12 GA.

Com base nas diligências realizadas, foram constituídos arguidos dois indivíduos, ficando sujeitos a termo de identidade e residência.

O principal suspeito, agora constituído arguido, operava através da internet, nomeadamente redes sociais – em especial o Facebook -, e, através desta rede, fazia o anúncio aos produtos e os contactos com potenciais interessados/compradores.

Durante o período em que decorreu a investigação foi possível identificar transacções de artigos de pirotecnia com destino a claques de futebol e a outros cidadãos que pretendiam adquirir e fazer uso dos produtos explosivos fora das condições legais, nos mais diversificados eventos.