Operação FLOBERT-2
   Publicidade   
   Publicidade   
   Publicidade   

A Polícia de Segurança Pública (PSP), através do seu Departamento de Armas e Explosivos, no decorrer do dia de hoje executou a 2ª fase da Operação “FLOBERT”.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Esta acção foi o resultado de 22 meses de investigação e visou o cumprimento de dois mandados de detenção e 25 mandados de busca e apreensão, sendo sete domiciliários e 18 não domiciliários, no distrito de Lisboa promovidos pela 11ª Secção do Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, sendo desenvolvida em colaboração com a Unidade Especial de Polícia e Departamento de Investigação Criminal, ambos da PSP, com base numa investigação relacionada com tráfico internacional, mediação e transformação de armas de fogo, resultado de uma acção complexa de pesquisa, análise e produção de informação policial através dos diferentes mecanismos de partilha de informação, nacionais e internacionais, relacionada com a venda e posse ilícita de armas de fogo em Portugal e Europa.

Desta operação, resultou a detenção de três (dois) indivíduos, sendo um de nacionalidade Ucraniana, que se dedicavam à aquisição, transformação e venda ilícita de armas de fogo, e a apreensão de 23 armas, bem como outro material relacionado com esta actividade ilegal:Operação FLOBERT-2

  • 3 armas de fogo longas, espingardas;
  • 1 Arma de fogo longa, carabina;
  • 2 revolveres;
  • 1 pistola calibre 6.35 mm;
  • 1 pistola calibre .22 com silenciador;
  • 5 armas de ar comprimido;
  • 10 réplicas de arma de fogo;
  • 21 armas brancas;
  • 3 aerossóis de defesa;
  • 2 armas eléctricas dissimuladas;
  • Mais de 250 munições de arma de fogo;
  • 3 notas falsas, sendo 1 nota de 500, 200 e 20 euros.
  • 220 euros em numerário.

Após esta 2ª Fase, a PSP totaliza os seguintes resultados obtidos no âmbito da Operação Flobert destinada ao combate ao tráfico internacional de armas:Operação FLOBERT-2

  • 7 detidos, sendo dois de nacionalidade Ucrânia e um de nacionalidade Chinesa;
  • 47 mandados de busca e apreensão, sendo 13 domiciliários e 34 não domiciliários;
  • 176 armas apreendidas, onde se destacam as seguintes:
  • 67 armas de alarme de diversas marcas e calibres;
  • 22 armas de fogo de diversas marcas e calibres;
  • 8 revólveres de diversas marcas e calibres;
  • 6 armas de fogo longas;
  • 4 armas de fogo curtas em forma de caneta;
  • 1 (uma) Arma de fogo automática, com silenciador, de calibre 9mm;
  • 2 (duas) Armas de fogo curta, semiautomática, com o calibre 9mm;
  • 1 (uma) Arma de fogo curta, semiautomática, de calibre 7.65mm;
  • 1 (uma) Arma de fogo curta, semiautomática, de calibre .22;
  • 1 (uma) Arma de fogo curta, semiautomática, sem qualquer inscrição ou número visível;
  • + de 1 milhar de munições de calibre diversão apreendidas.

Os detidos serão presentes a primeiro interrogatório judicial, no Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, durante o dia de amanhã para efeitos de eventual aplicação de medidas de coação.

Para realizar esta operação foram empenhados 70 polícias da Policia de Segurança Pública, pertencentes ao Departamento de Armas e Explosivos, Unidade Especial de Polícia e Departamento de Investigação Criminal.