Início Actual Ranking da Região do Alentejo: Pódio regional inalterado e dominado por Évora,...

Ranking da Região do Alentejo: Pódio regional inalterado e dominado por Évora, enquanto Grândola é grande destaque no Alentejo

Na edição de 2019 do Portugal City Brand Ranking©, Évora volta a liderar a Região do Alentejo. Apesar da descida na tabela, Elvas (-3) consegue ainda manter-se no Top 10.

Évora volta a estar no topo da tabela do Ranking da Região do Alentejo e continua a ser o único representante alentejano Top 25 nacional do Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking©. O Município de Évora – que sempre andou por lugares cimeiros do ranking – é cada vez mais uma marca de referência no Turismo e no Talento. Com alguma distância, Beja e Santarém completam o pódio regional do Alentejo, seguidos de perto por Sines (4º classificado) e Grândola (Marca Estrela do Alentejo nesta edição).

O Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking© avalia o desempenho de marca dos 308 municípios portugueses nas categorias Turismo (Visitar), Negócios (Investir) e Talento (Viver), mediante variáveis estatísticas e digitais. Consulte o Ranking completo aqui.

Para além da análise dos municípios portugueses num contexto nacional e por categoria, o Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking© também dispõe de capítulos de análise regional, permitindo contextualizar o desempenho da marca de cada município na região em que se insere (Açores, Alentejo, Algarve, Centro, Lisboa, Madeira e Norte). Os detalhes da Região do Alentejo podem ser encontrados a partir da página 22 do documento do ranking.

“Évora continua a mostrar-se como uma grande marca portuguesa numa região que apresenta cada vez mais municípios dignos de destaque em todas as categorias” – diz Filipe Roquette, director geral da Bloom Consulting Portugal, afirmando que “casos de afirmação como foram Reguengos de Monsaraz (que foi Marca Estrela em 2018) e Grândola (Marca Estrela em 2019), ou marcas com um desempenho muito positivo como Beja e Santarém são claros destaques desta edição do Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking©”. Filipe Roquette afirma ainda que “os municípios alentejanos estão cada vez mais competitivos e mais capazes de atrair interesse nacional e internacional, o que explica as constantes mexidas na tabela regional ao longo dos últimos anos”.

Destaques sobre o Alentejo no Portugal City Brand Ranking© 2019

Na edição de 2019 do Portugal City Brand Ranking©, Évora volta a liderar a Região do Alentejo, seguida de Beja e Santarém, enquanto que Sines consegue manter o lugar que ocupa desde 2015. O grande destaque desta edição vai para Grândola, que consegue a sua melhor posição de sempre no Ranking Regional do Alentejo. Ao subir 5 posições, e com uma excelente performance em todas as dimensões, assume-se pela primeira vez entre os 5 municípios melhor classificados na região alentejana, empurrando Portalegre para a 6ª posição da tabela.

Ainda nos 10 primeiros, Estremoz (+1) consegue colocar-se no 8º lugar, enquanto que Reguengos de Monsaraz (+2) – que na edição anterior foi distinguida com o Prémio Marca Estrela no Alentejo – sobe agora ao 11º lugar da tabela regional. Benavente (+2), Azambuja (+2), Moura (+1), Alcácer do Sal (+2), Vendas Novas (+1) e Borba (+5) protagonizam as outras subidas no Top 25. Apesar da descida na tabela, Elvas (-3) consegue ainda manter-se no Top 10.

No contexto de Digital Demand – D2©, os municípios alentejanos em média experienciaram uma subida de 22% no número de pesquisas no ano de 2018, sendo que na Dimensão de Negócios os números de crescimento se fixam nos 87%. No âmbito do Turismo (Visitar), houve uma subida exponencial no interesse por “Jardins” e “Tours” dos principais municípios da região.

O Portugal City Brand Ranking© é um estudo anual desenvolvido pela Bloom Consulting, baseado num algoritmo proprietário, que considera diversas fontes de informação relacionadas com as três dimensões analisadas: Negócios, Visitar e Viver. Os resultados finais deste ranking analisam as percepções sobre um concelho, classificam o seu desempenho de uma forma tangível e realista e medem o sucesso da marca de cada um dos 308 municípios portugueses.

A metodologia é composta por três variáveis base: a económica turística e social, representada por dados estatísticos; a procura através das pesquisas online, captadas pela ferramenta Digital Demand – D2©; e a performance online, através da análise dos sites e das redes sociais oficiais de cada concelho. Desta forma concreta e rigorosa, é possível avaliar o desempenho e a eficácia dos diversos municípios na captação de investidores, turistas e novos residentes.