Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva - Reguengos de Monsaraz
   Publicidade   
   Publicidade   
   Publicidade   

O balanço diário emitido pela Autoridade Municipal da Protecção Civil de Reguengos de Monsaraz salienta a morte de uma idosa (92 anos) – que já tinha testado positivo – do Lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), elevando para dois os óbitos verificados naquela instituição.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Até às 24 horas de ontem, quinta-feira, 25 de Junho, o Concelho de Reguengos regista 132 casos positivos, oito dos quais já recuperados e 124 ainda activos.

Dos casos activos (124) relacionados com o último surto, registam-se 96 na Fundação  e 28 na comunidade. Foram realizados cerca de 800 testes até ao dia de ontem, e conhecidos resultados de mais de 100 testes.

Do foco infeccioso verificado no Lar da FMIVPS, 22 testes positivos referem-se a trabalhadores e 74 a utentes, mais quatro testes positivos em utentes anteriormente negativos, e que já estavam confinados na residência de família.

Em todos os seis novos casos registados na comunidades verificamos que já estavam em quarentena e tinham cadeias de transmissão conhecidas.

Cinco utentes do Lar encontram-se internados no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), um dos quais em Unidade de Cuidados Intensivos. Ontem foram observados no HESE sete utentes do Lar, seis regressaram à Instituição uma utente ficou internada.

De entre os profissionais há a registar um internamento, que se encontra na Unidade de Cuidados Intensivos. Os restantes profissionais positivos estão a recuperar nas suas residências.