Início Galerias Fotografia Resgata-me

Resgata-me

COMPARTILHE
©João Carvalho
   Publicidade   

Parámos no tempo olhando o fumo que saía da chávena de café,
Pensei de mim para mim, como chegara ali,
Sozinha mas acompanhada,
Quando perdera a capacidade de sorrir e sonhar?
Olhei-te e vi um estranho, silencioso,
De rosto fechado e olhar perdido,
Já não partilhamos a mesma colher para mexer o café,
Não te ris quando sujo a ponta do nariz no creme do café,
Vivemos lado a lado como se fossemos dois países em que,
apenas os limites terrestres os mantêm unidos.
Ainda recordo as nossas gargalhadas, quando me chamavas tótó,
Limpavas com o dedo a minha ponta do nariz para a seguir depositares nele um beijo suave e apaixonado.
Os nossos laços desataram-se, as cordas que nos enlaçavam partiram,
E hoje somos barcos à deriva, numa realidade que não é o teu ou o meu sonho.
Vem, ajuda-me a encontrar o rumo, tira-nos deste marasmo,
Volta a rir, a olhar-me, Sonha comigo. Lembras-te de como era fácil,
Fizemos tantos guiões, escrevemos tantas histórias,
O fim, o fim, esse era sempre o mesmo,
Acabávamos embrulhados, na areia ou na relva,
Entre juras de que nunca deixaríamos de sonhar juntos…
Salva-me, resgata-me, resgata-nos,
Eu ainda estou aqui, à espera…

Texto: AAdolfo
Foto: João Carvalho

   Publicidade