Sines recebe conferência para discutir energia e transição justa

Refinaria de Sines
   Pub   
   Pub   

Uma conferência sobre energia e transição justa vai juntar em Sines (Setúbal), nos dias 2 e 3 de Junho, especialistas e investigadores em torno de áreas como a energia solar e eólica, hidrogénio e gases renováveis.

A conferência realiza-se, no Centro de Artes de Sines, no âmbito do “Energy & Climate Summit”, promovido pelo projecto Guardiões, que junta o Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), o Fórum Energia e Clima (FEC) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA).

O evento, que vai contar com a presença do secretário de Estado do Ambiente e da Energia, João Galamba, e da secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Isabel Ferreira, junta diversos especialistas do sector privado e investigadores, referem, em comunicado, os promotores.

 Pub 
 Pub 

Durante dois dias vão ser debatidas “as melhores práticas e as inovações nas áreas da energia solar e eólica, armazenamento de energia, hidrogénio e gases renováveis”, assim como “o fundo para a transição justa”, após o encerramento da central termoeléctrica a carvão e do anúncio dos novos investimentos sustentáveis em Sines.

“O momento que vivemos, entre o fecho das centrais a carvão e a urgência de acelerar a penetração da energia solar, hidrogénio e gases renováveis, é também um momento de grande potencial transformador para a economia portuguesa”, afirmou o presidente do Fórum da Energia e Clima, Ricardo Campos, citado no comunicado.

“Estamos finalmente a aproveitar a posição geoestratégica de Sines e de Portugal, onde com energia renovável e mais barata podemos atrair investimento e criar um novo ecossistema de inovação, de especialização em indústrias de economia verde, de fixação de emprego e de crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] do país”, frisou.

Considerando que Sines pode ser “uma nova capital de desenvolvimento do país”, o responsável defendeu a necessidade de “criar projectos-piloto que estimulem a criação de novos serviços e empresas” e “uma ligação profunda” ao “sistema de ensino e conhecimento”.

Por sua vez, o presidente do IPP, Luís Loures, disse que esta segunda conferência, no âmbito do “Energy & Climate Summit”, tem uma “relevância determinante no contexto das alterações climáticas, transição energética e da descarbonização”.

“Além dos aspectos da transição energética, centra-se também no debate do Fundo para a Transição Justa, o que permitirá focar a atenção das instituições regionais e nacionais em torno de temáticas cruciais ao nível do desenvolvimento sustentável da região Alentejo”, sublinhou.

De acordo com o responsável, também citado no comunicado, a conferência em Sines conta com a participação activa desta instituição de ensino, investigação e formação, que “ao longo das últimas décadas tem vindo a trabalhar sobre estas temáticas, contribuindo activamente para a definição de soluções para os desafios que as novas gerações e o planeta exigem”.

O Projecto Guardiões vai promover ainda três conferências: “Água”, em Beja (20 e 21 de Outubro), “Mobilidade e Transporte Ferroviário”, em Évora (26 e 27 de Janeiro de 2023), e “Economia Circular”, em Portalegre (22 e 23 de Abril de 2023).

O Projecto visa gerar elevado impacto na sensibilização e informação da sociedade civil para o problema das alterações climáticas, gerando conteúdos, promovendo acções junto das pessoas, procurando apresentar soluções para tornar o Alentejo um exemplo na descarbonização da economia e na transição para uma economia mais circular e sustentável.