Opinião - Graça Amiguinho
   Publicidade   
   Publicidade   

Há dois anos, quando ao mundo literário e artístico, oferecemos a grande Colectânea “Eurocidade – Badajoz, Elvas, Campo Maior”, escrevi, na sua Introdução, um poema que musiquei, com muito amor, aquela dedicação que ponho no que faço.

   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 
   Pub 

Na Colectânea “Raia Luso Espanhola”, embora o poema não estivesse incluído na obra, já fazia parte dos sentimentos de fraternidade e união de todos os autores que nela participaram, pela sua abrangência e pela história comum, entre os nossos povos, com raízes ancestrais, alheios a guerras e guerrilhas do poder estabelecido, pois sempre se amaram e desejaram ter uma sã convivência, mesmo nos tempos em que havia fronteiras imaginárias a separarem-nos.

Nesta quarta obra que organizei, a Colectânea CULTURA SEM FRONTEIRAS 2021, com a colaboração de 48 autores nacionais e da vizinha Espanha, ressurgiu o mesmo poema com algumas alterações e agora gravado no meu primeiro CD – CULTURA SEM FRONTEIRAS!

UNIDOS POR UM MUNDO MELHOR

DERRUBEM-SE TODAS AS BARREIRAS,
ABRAM-SE, DE PAR EM PAR, TODAS AS FRONTEIRAS.
A PAZ, A CULTURA, A ALEGRIA DE VIVER
QUEREM FAZER MORADA, ONDE O HOMEM ESTIVER!

NÓS SOMOS DIFERENTES, MAS TODOS IGUAIS,
PORQUE ACALENTAMOS OS MESMOS IDEAIS!
SOMOS DIFERENTES, PERO TODOS IGUALES,
PORQUE ACALENTAMOS LOS MISMOS IDEALES!

ES TIEMPO DE AVANZAR Y CONSTRUIR
UN MUNDO MEJOR, UN FLORIR.
NO PERCAMOS TIEMPO, MIOS AMORES,
EMPUNHEMOS BANDERAS DE FLORES, MULTICOLORES!

SOMOS DIFERENTES, PERO TODOS IGUALES,
PORQUE ACALENTAMOS LOS MISMOS IDEALES!
NÓS SOMOS DIFERENTES, MAS TODOS IGUAIS,
PORQUE ACALENTAMOS OS MESMOS IDEAIS!

VENHAM OS CANTADORES DE SAIAS E DO FADO,
DAS MUIÑEIRAS E DO SAPATEADO.
LEVANTEM-SE OS PROSADORES E POETAS,
TODOS OS SONHADORES E FAÇAMOS FESTA!

NÓS SOMOS DIFERENTES, MAS TODOS IGUAIS,
PORQUE ACALENTAMOS OS MESMOS IDEAIS!
SOMOS DIFERENTES, PERO TODOS IGUALES,
PORQUE ACALENTAMOS LOS MISMOS IDEALES!

LA FIESTA DE LA LITERATURA Y DE LAS ARTES,
UNA FIESTA INMORTAL, QUE NOS UNA
EN UN PROYECTO SIN IGUAL,
DE ESPERANZA, EN UN MUNDO, MAS FRATERNAL!

SOMOS DIFERENTES, PERO TODOS IGUALES,
PORQUE ACALENTAMOS LOS MISMOS IDEALES!
NÓS SOMOS DIFERENTES, MAS TODOS IGUAIS,
PORQUE ACALENTEMOS OS MESMOS IDEAIS!
PORQUE ACALENTAMOS OS MESMOS IDEAIS!

No passado dia 4 deste mês, reuni na cidade do Porto, muitos autores e seus familiares, com alguma tristeza, por não o poder fazer na minha cidade de Elvas.

A Invícta Cidade do Porto é a minha segunda cidade, a cidade onde nasceram os meus dois filhos, onde vivo há 52 anos. Talvez tivesse chegado o momento de aqui fazer, algo diferente!

Este ano reuniram-se aqui, as melhores condições, para que este encontro de autores pudesse acontecer, numa das Casas mais típicas da cidade, o PÁTEO DA MARIQUINHAS, onde nos sentimos como se estivéssemos em casa, graças à colaboração do grande músico, professor e fadista, Lino Lobão, com quem tenho dado asas a um dos meus grandes sonhos, o de um dia gravar as minhas músicas, os meus poemas e de outros autores.

Lamento que muitos dos autores residentes no Alentejo, na Estremadura e na Galiza, não estivessem presentes.

São momentos únicos na nossa vida Cultural que para sempre ficam guardados na memória e na nossa alma poética e sentimental.

Tenho imenso gosto de oferecer, aos meus amáveis leitores, alguns desses momentos, abrindo as portas, uma vez mais, a quem quiser entrar nesta “carruagem de sonhos”, pois será acolhido de braços abertos.

A Cultura não tem Fronteiras!

---[ Pub ]---