Início Sociedade Cultura “Turbulências”, poesia pela pena de João Cabrita

“Turbulências”, poesia pela pena de João Cabrita

COMPARTILHE
   Publicidade   
   Publicidade   

João Cabrita é colaborador do Portal Elvasnews, de entre outras participações em jornais e revistas sobre temas de Literatura e Cultura Portuguesa, e acaba de lançar a sua mais recente obra literária – em poesia – a que chamou Turbulências.

Turbulências, editada pela Cultiva Livros, não é uma biografia mas sim um exercício de escrita pela mão de um amador da palavra. Esta obra de João Cabrita surge na sequência de outros obras de vulto como o são Trindade Coelho, um homem na encruzilhada do seu tempo; Horizontes da Literatura – Pessoa e Saramago; ou Delfim Guimarães, um nortenho no coração da Amadora, entre outras.

Fernando Calado, que prefaciou a obra, diz dele que “parece um homem distante, quase austero na lonjura do seu viver, mas, felizmente, tem um coração de poeta”. Acrescenta ainda “perto dos livros, das causas, da investigação e do conhecimento é pouco dado ao convívio infrutífero do devir da cidade e da mediocridade daqueles que não lêem, não estudam”.

Amparado às palavras entendo o que desagua em mim

Diz o poeta “Lançadas no esconderijo da existência, entram em pousio, como se construíssem um limbo no esquecimento, para depois, dar em conta de fraquezas e forças, a lembrar que há uma vez em que precisamos de dar aos outros o resultado de uma contabilidade em forma de ajuste de contas”.

João Cabrita ©Elvasnews/Arquivo
João Cabrita ©Elvasnews/Arquivo

João Cabrita
É licenciado em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, Mestre em Didáctica da Língua e Literatura Portuguesas, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Doutorado em Filologia Portuguesa pela Universidade de Salamanca. Algarvio, residente em Trás-os-Montes, é docente.
Autor de “O Liceu Nacional de Bragança e o seu Patrono, uma história por contar”, “Paulo Quintela, um ilustre reconhecido ” e “Cem Anos do Clube de Bragança, no Centenário da República”.

O livro pode ser adquirido directamente junto do autor.

   Publicidade